Nick Carter, do Backstreet Boys, é denunciado por estupro na polícia dos EUA

9 de fevereiro de 2018 - 144 visualizações

melissa-schuman

A cantora americana Melissa Schuman anunciou que foi à polícia para abrir uma queixa contra o cantor Nick Carter, da famosa boyband Backstreet Boys. Ela o acusa de estupro.

Schuman, que é ex-integrante do grupo Dream, relatou em novembro do ano passado, em seu blog pessoal, ter sido violentada pelo músico em 2003, quando tinha 18 anos – ele tinha 22. Na época, Carter divulgou um comunicado negando a acusação.

A cantora apresentou uma queixa no Departamento de Polícia de Santa Mônica, na Califórnia (EUA), nesta quarta-feira (7), segundo o site NME. “Fazer essa denúncia foi a coisa mais poderosa que eu já fiz por mim mesmo”, disse ao “Entertainment Tonight”.

Entenda o caso

No texto publicado em novembro, Schuman afirma que o estupro aconteceu em um apartamento em Santa Mônica. Ela teria ido ao local na companhia de uma amiga, a convite de Carter.

Num dado momento, segundo a cantora, os dois começaram a se beijar, mas ela disse que não gostaria de seguir em frente, por causa de suas convicções religiosas. Schuman diz que era virgem e pretendia ficar assim até se casar.

“Ele estava ciente que eu era virgem e seguia os valores religiosos cristãos conservadores. Eu falava sobre isso. Todo mundo sabia disso, incluindo meus representantes”, escreveu. Ela afirma que Carter a estuprou mesmo após os pedidos para que parasse.

Ao negar a acusação, o cantor se disse “chocado e triste”. “Melissa nunca expressou para mim, enquanto estávamos juntos ou em qualquer momento, que algo que nós fizemos não foi consensual”, afirmou.

“É contrário à minha natureza e a tudo que eu prezo intencionalmente causar desconforto ou dor para alguém”, completou.


Deixe seu comentário

Aceito os termos e condições

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: não serão tolerados comentários ofensivos, que vão contra a lei ou que não tenham o remetente identificado. Dê sua opinião com responsabilidade.