Hábito de fumar cai em 36% entre os brasileiros nos últimos 11 anos

5 de junho de 2018 - 95 visualizações

x74606426_SOCHomem-fumando-cigarro-Esta-imagem-e-para-uso-exclusivo-de-Sociedade-outras-editor.jpg.pagespeed.ic.2d-udoWT88A proporção de fumantes na população adulta brasileira caiu de 15,7% para 10,1% entre 2006 e 2017, uma redução de 36%, mostra pesquisa feita pelo Ministério da Saúde. O levantamento, Vigitel 2017 (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico), envolveu 53.034 entrevistas com moradores das 26 capitais de estados e do Distrito Federal.

A pesquisa também mostrou que as capitais do país com maior prevalência de fumantes são Curitiba (15,6%), São Paulo (14,2%) e Porto Alegre (12,5%). Salvador, por sua vez, foi a capital com menor prevalência de adultos que fumam (4,1%).

Na avaliação do próprio Ministério, a redução no consumo do tabaco no Brasil é resultado de uma série de ações desenvolvidas pelo governo federal para combater o tabagismo. A política de preços mínimos é um exemplo, pois está diretamente ligada à redução do consumo do cigarro em todas as faixas etárias. Considerando que a experimentação de cigarro entre os jovens é alta e que cerca de 80% dos fumantes iniciam o hábito antes dos 18 anos, o preço é um inibidor.

Anualmente, a Organização Mundial da Saúde (OMS), elege um tema para uma campanha mundial, que tem como objetivo chamar a atenção para a epidemia do tabaco e as mortes que acarreta. Em 2018, o tema é “Tabaco e Doenças Cardiovasculares”. O slogan adotado pelo Inca e pelo Ministério da Saúde é “Com o coração não se brinca. Faça a melhor escolha para sua vida: não fume!”.

Fonte: oglobo.globo.com


Deixe seu comentário

Aceito os termos e condições

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: não serão tolerados comentários ofensivos, que vão contra a lei ou que não tenham o remetente identificado. Dê sua opinião com responsabilidade.