Esporte

Com dois gols do garoto Duh, Lajeadense vence por 2 a 1 e retorna à zona de classificação

28 de março de 2017

phpThumb_generated_thumbnail

Equipe chegou a desperdiçar um pênalti. Alviazul soma 10 pontos na competição.

O Lajeadense conseguiu uma importante vitória na tarde deste domingo (26) no Estádio Alviazul.

A equipe venceu o São Luiz por 2 a 1 em um confronto direto pela sexta rodada da Divisão de Acesso do Campeonato Gaúcho.

Os dois primeiros gols como profissional do zagueiro Duh garantiram o ingresso do Lajeadense na zona de classificação para próxima fase do torneio.

Em um primeiro tempo fraco tecnicamente, o Lajeadense escapou da derrota através de duas boas defesas do goleiro Paulo Henrique.

Já a segunda etapa foi mais movimentada e os três gols saíram de bola parada. Aos 12 minutos o zagueiro Duh abriu o placar para o Alviazul.

Aos 32 minutos Léo Mineiro empatou para o São Luiz. E aos 35 minutos, após cobrança de escanteio, Duh marcou o segundo gol do Lajeadense.

Aos 43 minutos o artilheiro Flávio Torres ainda perdeu a sua segunda cobrança de pênalti na competição.

Com o resultado o Lajeadense subiu para terceira colocação da Divisão de Acesso com 10 pontos. Em seis jogos a equipe soma três vitórias, um empate e duas derrotas.

O próximo confronto será no domingo (2), às 16h, contra o Esportivo no Parque Montanha dos Vinhedos. A Rádio Independente AM 950 transmite a partida. NH


Grêmio marca no fim e empata com o líder

23 de março de 2017

Na noite desta quarta-feira, o Grêmio enfrentou o líder da competição, o Novo Hamburgo, no Estádio do Vale e ficou no empate em 1 a 1.

Os primeiros minutos da partida foram movimentados, jogados com intensidade pela equipe gremista, mas partir dos 20’, o jogo se equilibrou. O Nóia passou a intensificar a marcação, impedindo as chegadas do Tricolor ao ataque. Foi um primeiro tempo com poucas finalizações e sem chances claras de gol de ambos os lados.

Na segunda etapa o jogo ficou ainda mais “truncado”. O Grêmio não conseguiu criar e continuou barrado pela marcação. O técnico Renato Portaluppi efetuou as três substituições: Pedro Rocha, Jailson e Michel deram lugar a Gastón Fernández, Fernandinho e Lincoln, respectivamente. O Nóia, por sua vez, conseguiu chegar ao gol aos 28 minutos, com Juninho. Em resposta, o Tricolor ameaçou por diversas vezes, mas Matheus fechou o gol. Insistindo, aos 45 minutos, depois de tanto pressionar, a equipe gremista chegou ao gol de empate com Léo Moura – Marcelo Oliveira fez um belo lançamento para o lateral, que dominou bem, ajeitou pra perna direita e estufou as redes.

Com o resultado, o Grêmio conquistou mais um ponto na competição e segue na terceira colocação, agora com 14 pontos.

Escalação: Leo, Léo Moura, Rafael Thyere, Kannemann, Marcelo Oliveira, Jailson, Michel, Ramiro, Luan, Pedro Rocha e Everton

Banco: Bruno Grassi, Leonardo Gomes, Bressan, Bruno Cortez, Kaio, Arthur, Lincoln, Gastón Fernández, Fernandinho e Ty Sandows.

A arbitragem foi comandada por Daniel Nobre Bins, auxiliado por Tiago Augusto Diel e Leirson Martins

O jogo:

Primeiro Tempo

A saída de jogo nesta primeira etapa foi da equipe da casa, mas logo no primeiro minuto o Tricolor ameaçou com um cruzamento de Léo Moura buscando Everton, que entrava na área, mas a defensiva conseguiu o corte. Insistindo, os gremistas tentaram novamente com Everton, que acionou Pedro Rocha pela esquerda. O atacante cruzou, Ramiro recebeu e tocou para a área por duas vezes, mas Júlio Santos afastou para o Nóia.

Os adversários chegaram na sequência, com Branquinho, que se lançou, puxando um contra-ataque, mas Michel bloqueou, cometendo falta. Na cobrança, Preto colocou na área e Kannemann cortou.

Outra oportunidade do time da casa veio aos 5 minutos, com uma cobrança de falta da intermediária de ataque, pelo lado direito. Jardel cruzou na área e Rafael Thyere e Michel fizeram o corte. O Grêmio aproveitou o lance e se lançou em contra-ataque: Pedro Rocha recebeu pela esquerda, mas mandou pela linha de fundo.

Aos 7 minutos, uma boa jogada do Tricolor. Houve a inversão da jogada da direita para a esquerda. Everton acionou Pedro Rocha que recebeu, se livrou da marcação e tentou o cruzamento, buscando alguém para cabecear, mas a bola foi forte demais.

Boa oportunidade surgiu aos 10’, com Luan, que viu Ramiro próximo a área e lançou o volante, mas o goleiro do Nóia saiu antes e fez a defesa.

No ataque: Aos 14’, o Tricolor tentou pela meio com Luan, que carregou a bola até próximo a grande área, quando deu bom passe para Pedro Rocha na esquerda. O atacante recebeu e devolveu o passe já para a pequena área, mas Luan não conseguiu chegar, em função da marcação.

Logo na sequência, Luan inverteu o jogo na esquerda para Pedro Rocha, que passou pela marcação e conseguiu cavar escanteio. Na cobrança, a bola foi alçada no primeiro poste, mas Amaral afastou.

Aos 19’ minutos, Pedro Rocha recebeu um excelente passe e, entrando na área, ficou cara a cara com o goleiro Matheus, que saiu do gol e fez uma grande defesa. Em seguida, Everton recebeu na esquerda e arriscou, mas mandou pela linha de fundo.

O Nóia buscou reagir chegando ao campo de defesa do Tricolor. Léo conseguiu tirar com os pés. Na sequência, Assis cruzou e Thyere afastou.

A equipe da casa se lançava com Assis, que passou por dois marcadores, mas foi parado com falta de Jailson. O próprio jogador cobrou, alçando no primeiro poste, mas Léo Moura cortou de cabeça. Outra vez no ataque, a equipe da casa fez novo cruzamento na área, pela esquerda, mas houve o corte de Kannemann.

Com 32 minutos, o Novo Hamburgo teve uma chance com uma cobrança de falta. Preto colocou no interior da grande área, mas Léo fez a defesa com tranquilidade.

O Nóia seguiu ameaçando. Primeiro a cobrança de escanteio na área, mas bola foi afastada. Preto conseguiu pegar a sobra e colocou novamente. Ela percorreu toda a extensão da área e se perdeu pela linha de fundo.

Mais uma bola na área do Grêmio: Assis cobrou uma nova falta da esquerda, mas Léo conseguiu a defesa segura e com tranquilidade.

O Grêmio se lançou para o ataque com Pedro Rocha, que passou pela marcação dos jogadores do Novo Hamburgo, até que foi derrubado com falta, mas a arbitragem não assinalou, com 41 minutos.

Jogo finalizou aos 46 minutos.

Segundo Tempo

O Grêmio voltou a campo sem alterações e teve a saída de bola nesta etapa.

Logo aos 2 minutos, Juninho avançava pela meia direita e acabou parado com falta próximo a grande área. Na cobrança, Assis cobrou, mas mandou em cima da barreira.

Aos 6’, Luan ia dominando e saindo para jogo pelo meio, mas Preto cortou com um carrinho, derrubando e cometendo falta sobre o atleta gremista. Na sequência, mais uma pela direita, onde Everton foi derrubado. Léo Moura foi para a cobrança, alçou na área, Michel subiu, assim como Amaral, que mandou pra escanteio. Luan colocou na área, mas Matheus saiu do gol e ficou com a bola.

O Novo Hamburgo tentou chegar com Renan, que fez perigo lançamento para Branquinho. Léo saiu do gol, mas Thyere, conseguiu cortar antes, mandando para lateral.

O Tricolor respondeu com um ataque pela esquerda, mas houve o corte para escanteio, com 13 minutos jogados. A cobrança foi curta e o Nóia ficou com a bola.

A equipe gremista tentou chegar com Everton, que roubou a bola e se lançou pela direita. Tenta acionar Pedro Rocha, mas a bola sobrou para Jailson, que sofreu falta. Na cobrança, Léo Moura colocou na área, os jogadores tentaram subir para cabecear, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Substituição no Tricolor: Saiu Pedro Rocha, entrou Gastón Fernández, aos 16 minutos.

A equipe da casa ameaçou e levou muito perigo ao campo de defesa gremista. Juninho dominou dentro da área, conseguiu deslocar Léo e cruzou na área. Branquinho ganhou e chutou a gol, mas Thyere conseguiu salvar praticamente em cima da linha, tirando para escanteio. Na cobrança, Preto colocou na área, Pablo desviou e mandou pela linha de fundo.

Aos 20’, os gremistas tentaram novamente com Luan, que se lançou pra área, acionou Michel, mas o volante acabou perdendo o tempo e a bola passou, ficando com os donos da casa. Em resposta, o Novo Hamburgo saiu jogando pela direita. Renan recebeu passe já área e tocou para o meio. Léo segurou firme.

O Grêmio fez boa jogada com La Gata e Luan, que tabelaram. O camisa 7 recebeu o último passe e mandou a gol, mas a bola acabou indo pra fora.

Substituição no Tricolor: Saiu Jailson, entrou Fernandinho, aos 22 minutos.

Mais uma chegada do Nóia: Em contra-ataque, na velocidade, Assis avançou pelo meio e acionou João Paulo. Marcelo Oliveira foi bem e fez o corte.

Com velocidade e buscando contra-ataque, Fernandinho passou pela marcação de dois jogadores e acabou sendo parado com falta.

Da direita, Léo Moura cruzou na área, mas a bola foi direto nas mãos de Matheus, que fez a defesa segura.

O Nóia conseguiu chegar ao gol aos 28 minutos, com Juninho. Usando contra-ataque, o time da casa se lançou na área. Conrado acionou Juninho, que recebeu pela direita e livre, chutou a gol, conseguindo balançar as redes.

Substituição no Tricolor: Saiu Michel, entrou Lincoln, aos 30 minutos.

O Grêmio teve oportunidade com duas cobranças de falta. Na primeira, a bola foi alçada na área, afastada pela zaga. Fernandinho pegou a sobra, mas foi derrubado. Na segunda cobrança, Léo Moura novamente colocou na área, mas defensiva conseguiu afastar.

Aos 34’, os gremistas tiveram outra chance. O lateral direito cobrou uma falta, alçando na boca do gol, mas Matheus saiu e fez a defesa.

O Tricolor tentou chegar novamente ao ataque com uma boa jogada de Fernandinho e Lincoln. A bola foi cruzada na área, da direita, mas passou sem ninguém chegar. Gastón e Everton ainda tentaram alcançar, mas sem sucesso.

Com 37’, Lincoln recebeu e no interior da grande área mandou a gol de perna direita. Houve o desvio e a bola saiu para escanteio. O meia colocou no primeiro poste, Kannemann dividiu com o goleiro, que levou a melhor, fazendo a defesa.

Outra oportunidade de ataque gremista veio aos 40’. Ramiro cobrou falta da intermediária, mas Matheus, mais uma vez fez a defesa.

O Grêmio avançava com La Gata, pela direita. Ele tentou acionar Fernandinho, mas a marcação se antecipou e cortou para a lateral. Na sequência, Luan recebeu cruzamento dentro da área e mandou de primeira. A bola foi defendida por Matheus, que mandou pra escanteio. Lincoln alçou na área, zaga desviou novamente.

Em nova cobrança de falta, da esquerda, Léo Moura colocou no interior da grande área, Marcelo Oliveira mandou de cabeça, mas foi sem direção, com 42’ jogados.

Aos 45 minutos, depois de tanto pressionar, o Tricolor chegou ao gol de empate com Léo Moura. Marcelo Oliveira fez um belo lançamento para o lateral direito, que dominou bem, ajeitou pra perna direita e estufou as redes.

Os gremistas ainda tiveram a última chance. Da intermediária de ataque, Fernandinho queimou de perna canhota, mas a bola explodiu na barreira.

Jogo finalizou aos 49’.

Fonte: Site Grêmio


Victor Cuesta tem nome no BID e pode estrear diante do Ypiranga pelo Gauchão

22 de março de 2017

phpThumb_generated_thumbnail

O Inter pode ter uma estreia no jogo desta quarta-feira, contra o Ypiranga. O zagueiro Victor Cuesta teve seu nome publicado no BID da CBF e está relacionado pelo técnico Zago para o jogo de Erechim.

Dessa forma, Zago tem três alternativas para escalar a dupla de zaga colorada: Victor Cuesta, Paulão e Léo Ortiz.

A baixa para a partida de amanhã é o atacante Carlos, que teve uma lesão na mão e por conta disso ficou de fora da viagem. Roberson e Valdívia são as possibilidades de escalação.

Charles e Paulão, que cumpriram suspensão automática contra o São Paulo, ficam à disposição.


Marcelo Grohe deve desfalcar o Grêmio novamente na quarta-feira

21 de março de 2017

phpThumb_generated_thumbnail

Renato ainda não sabe se poderá contar com seu goleiro titular para a próxima rodada do Gauchão. Marcelo Grohe apresenta um edema na coxa e por enquanto é dúvida para o enfrentamento com o Novo Hamburgo.

Quem também preocupa o treinador é o atacante Lucas Barrios. O paraguaio sentiu dores na coxa na partida com o Veranópolis na tarde de ontem e passará por uma revisão médica.

Maicon e Geromel ainda estão em processo de recuperação. O volante é quem está mais próximo de voltar, no entanto, apenas para a rodada do próximo final de semana.


Lajeadense empata sem gols com o União Frederiquense

16 de março de 2017

phpThumb_generated_thumbnail

Alviazul volta à Lajeado com um ponto importante para sequencia da competição.

O Lajeadense empatou em 0 a 0 com o União Frederiquense na tarde desta quarta-feira (15), no Estádio Vermelhão da Colina, em jogo válido pela terceira rodada da Divisão de Acesso do Campeonato Gaúcho 2017. Com o resultado, o Alviazul soma quatro pontos em três jogos na competição.

O jogo foi aberto, com oportunidades de gol de ambos os lados, mas ninguém conseguiu marcar. No final do segundo tempo o jogador do Lajeadense Danilo Mendes foi expulso. O zagueiro desfalca a equipe no próximo domingo, às 17h, diante do Panambi, no Estádio Alviazul. A Rádio Independente AM 950 transmite a partida. NH

Ficha Técnica

União Frederiquense: William Lago, Alison, Sergipano, Miranda e Richard; João Paulo, Marcos Rhoden (Thiago Baiano), Queijinho (Tulio), Cris Magno (Joãozinho) e Batista; Fischer. Técnico: Júlio César Nunes.

Lajeadense: Paulo Henrique, Vitor (Luis Felipe), Danilo Mendes e Dú; Darlã,Pinna(Dieguinho), Emerson Dantas, Anderson Ijuí (Maranhão) e Germano; Cidinho e Flávio Torres. Técnico: Rodrigo Bandeira.

Arbitragem: Evander Bica, auxiliado por João Carlos Pedersen e Vagner Maurício da Luz.

Cartões amarelos: Richard e Cris Magno (U); Emerson Dantas, Dieguinho e Danilo Mendes (L).

Cartão vermelho: Danilo Mendes (L).

Local: Estádio Vermelhão da Colina (Frederico Westphalen-RS).


Conselho rejeita por unanimidade proposta de empréstimo e futuro do clube segue indefinido

15 de março de 2017

phpThumb_generated_thumbnail

Em reunião realizada nesta terça-feira, dirigentes decidiram por rejeitar empréstimo de R$900 mil.

Na noite desta terça-feira os dirigentes do Clube Esportivo Lajeadense se reuniram para debater a proposta de empréstimo feita pela direção do clube. A diretoria tinha em mente realizar o empréstimo para quitar contas que estão atrasadas. Para isso, seria necessária a aprovação do conselho. Em troca do empréstimo o clube teria de penhorar os bens pelos próximos três anos. A reunião entre Conselho Deliberativo, Conselho Fiscal, Diretoria e ex-presidentes, porém, decidiu por rejeitar de forma unânime a proposta.

Tirando problemas de campo, o Lajeadense enfrenta ainda problemas em relação à causas trabalhistas e folhas de pagamento. Segundo Everton Giovanella, presidente do clube, a despesa total é superior aos R$ 130 mil, enquanto os valores arrecadados chegam a R$60 mil mensais.

Na reunião, foi apresentado pelo presidente uma pilha de documentos que mostram o balanço financeiro do clube nos últimos anos. Com base nestes dados, os conselheiros entraram em análise, decidindo assim, por reprovar a proposta, idealizada por Nilson Giovanella. O mesmo, abandonou o cargo de vice-presidente do clube nos últimos dias. O empréstimo seria feito dentro da legalidade, por ele, com valor de R$ 900 mil.

Procurando outra forma de angariar fundos, o Conselho propôs então que fosse mantido o time pelo menos nesta temporada, fazendo um cálculo orçamentário para estipular o valor necessário para isso acontecer.

Com discurso acalorado depois da proposta do conselho e da conclusão dos cálculos, Everton Giovanella deixou a reunião mais cedo, afirmando justamente o contrário daquilo que havia dito nos microfones do Grupo Independente. O mandatário garantiu que não irá renunciar ao cargo. Na segunda-feira, em entrevista ao programa Caravana do Esporte, Everton havia deixado claro, afirmando veementemente, que não permaneceria caso a proposta fosse rejeitada, dizendo estar “bastante cansado”.

O mandatário disse ainda para os conselheiros esquecerem a proposta de empréstimo e que encontraria sozinho, uma possibilidade de conseguir dinheiro para manter o clube até o final da Divisão de Acesso, com base no que é necessário para que isso aconteça.

Responsável pelo conselho deliberativo, o advogado Ney Fensterseifer renunciou ao cargo ao fim da reunião, deixando assim sob os cuidados do vice Rodrigo Sivinski, como era prevista a reposição automática.

Resta saber qual será a solução a ser encontrada pelo Conselho e direção do clube para sanar as dívidas trabalhistas e manter o clube no restante da temporada. Por enquanto, o futuro do clube segue indefinido.

O time alviazul entra em campo nesta quarta-feira, às 16h, no Vermelhão da Colina, em Frederico Westphalen, onde enfrenta a União Frederiquense, pela 3ª rodada da Divisão de Acesso do Gauchão.


Vice-presidente do Lajeadense, Nilson Giovanella, pede demissão do clube

14 de março de 2017

phpThumb_generated_thumbnail

Presidente também deve entregar sua carta de demissão caso proposta de empréstimo não passe adiante.

O Lajeadense terá um dia decisivo para sua história nesta terça-feira (14). Isso porque a situação financeira do clube não é nada positiva. Segundo o vice-presidente do clube, Nilson Giovanella, que já pediu seu desligamento do clube, o Lajeadense enfrenta hoje uma dificuldade extrema. Ele explica que todos esforços extracampo não são suficientes, ainda mais quando o conselho deliberativo não apoia as decisões do clube.

O clube tinha em mente realizar empréstimos para quitar contas que estão atrasadas. Para isso, seria necessária a aprovação do conselho. Em troca do empréstimo o clube teria de penhorar os bens. “O conselho não nos autorizou. Então, com essa negativa [de 'salvar' o clube], não estou fazendo mais o meu papel no Lajeadense, que era tentar recuperar ele”, cita.

Giovanella comenta ainda que se não haver dinheiro, o clube tem que fechar suas portas por falta de apoio. Ele frisa a importância do clube e sua história, que deve ser preservada, além do trabalho realizado com categorias de bases e crianças.

Tirando problemas de campo, o Lajeadense enfrenta ainda problemas em relação à causas trabalhistas e folhas de pagamento. Segundo Giovanella a despesa total é superior aos R$ 100 mil, enquanto os valores arrecadados chegam a R$60 mil.

O diretor revelou também que caso o conselho não aprove as medidas adotadas pelo clube em reunião nesta terça-feira (14), o presidente do clube, Everton Giovanella, também pedirá o desligamento do clube.

Nilson já foi presidente do clube, participou diretamente da história do Lajeadense e de grandes conquistas. Ele declarou ainda que durante a entrevista que se fosse pra Federação Gaúcha de Futebol (FGF) não repassar valores para o clube, o Lajeadense não participaria da competição.

O Lajeadense conta com apenas 70 sócios. O vice lamenta o número e relata que isso prova a dificuldade de acompanhar o clube. Além disso, conta que no incio de 2017 foi pensado em fechar as portas do clube por causa das dificuldades.


Com camisa nova, 1º gol de Leo Moura e fim do jejum de Luan, Grêmio vence em estreia na Libertadores

10 de março de 2017

phpThumb_generated_thumbnail

Tricolor derrotou o Zamora na Venezuela e assumiu a liderança do Grupo 8.

Usando pela primeira vez sua nova camisa para 2017, o Grêmio começou sua trajetória na Libertadores com uma vitória por 2 a 0 sobre o Zamora, da Venezuela, nesta quinta-feira, no estádio Rafael Agustín Tovar, em Barinas, pela 1ª rodada do grupo 8.

Para conseguir o triunfo, porém, a equipe do técnico Renato Gaúcho teve que superar um início ruim de partida, quando a equipe venezuelana pressionou e exigiu boas defesas do goleiro Marcelo Grohe, principalmente em chutes de Uribe e Peña.

A partir dos 20 minutos, no entanto, o “Imortal” passou a controlar a partida e foi aos poucos criando oportunidades. Michel, isolando para longe, e Jaílson, em cabeçada perigosa, por muito pouco não colocaram os gaúchos na frente. A resposta zamorana veio com Peña, errando livre na área aos 42 .

Quando parecia que a partida iria empatada para o intervalo, Pedro Rocha enfiou ótima bola para Leo Moura, já nos acréscimos, girar e soltar uma bomba no canto do goleiro.

Foi o primeiro tento do lateral direito desde que ele foi contratado pelo Grêmio. E, curiosamente, com a mística camisa 16 do ídolo Jardel, atacante que foi herói da conquista do bi continental em 1996.

Na segunda etapa, o Tricolor matou o jogo logo no início, depois que o zagueiro Ovalle cometeu pênalti escandaloso em cima de Ramiro. Luan assumiu a responsabilidade e apenas deslocou o arqueiro Salazar, ampliando a contagem para os brasileiros.

Com isso, o camisa 7 encerrou um longo jejum de gols pela equipe de Porto Alegre. Ele não marcava desde 26 de outubro do ano passado, em partida contra o Cruzeiro, pelo Campeonato Brasileiro. Ao todo, foram 10 partidas passando em branco.

No restante da partida, os comandados de Renato Gaúcho tentaram administrar o resultado, principalmente pelo forte calor em Barinas, e não sofreram muitos sustos com o time da casa. Quando Zamora chegou, o zagueiro Kannemann e Marcelo Grohe atuaram com segurança.

Vale lembrar que o time gaúcho atuou desfalcado do zagueiro Pedro Geromel, que sofreu uma fratura na costela na partida contra o Internacional, no último sábado. Por isso, Rafael Thyere atuou em seu lugar – e Bruno Rodrigo, ex-Cruzeiro, foi contratado às pressas na última quarta para reforçar a defesa gremista.

Com o resultado, o Grêmio já soma três pontos e lidera a chave 8, à frente do Guarani-PAR no saldo de gols (+2 contra +1). O Deportes Iquique-CHI é o 3º colocado, logo à frente do clube venezuelano, que fica com a lanterna pelo saldo pior (-2 contra -1).

Na próxima rodada, o “Imortal” recebe o Iquique, dia 11 de abril, às 21h45 (de Brasília), na Arena. No dia seguinte, às 19h30, o Guarani pega o Zamora na capital do Paraguai.


Inter goleia Sampaio Corrêa por 4 a 1 no Maranhão

9 de março de 2017

phpThumb_generated_thumbnail

Paulão, Nico López e Brenner (2) marcaram os gols colorados na noite desta quarta-feira (8).

O Internacional conquistou importante vantagem ao golear o Sampaio Corrêa por 4 a 1 na noite desta quarta-feira (8), em São Luís-MA, pela partida de ida da 3ª Fase da Copa do Brasil. Paulão, Nico López e Brenner (2) marcaram os gols colorados neste que foi o nono jogo seguido de invencibilidade do time de Antonio Carlos Zago – são seis vitórias e três empates. Com o resultado, o Inter pode perder por dois gols de diferença ou até mesmo por 3 a 0 que fica com a vaga na próxima etapa.

A partida de volta contra os maranhenses ocorre na próxima quarta-feira (15) às 21h45, no Beira-Rio. O próximo jogo do Clube do Povo é no domingo (12), às 16h, contra o Juvnetude, no Alfredo Jaconi, pela sétima rodada do Gauchão.

Ficha técnica:

Sampaio Corrêa (1): Jean; Artur (Daniel Barros), Alex (Juan), Breno e Esquerdinha (Guilherme); Otávio, Diego Valderrama, Hiltinho e Cleitinho; Henrique e Giovani. Técnico: Francisco Diá.

Internacional (4): Danilo Fernandes; Alemão, Léo Ortiz, Paulão e Iago; Rodrigo Dourado (Valdívia), Anselmo, D’Alessandro e Uendel (Seijas); Nico López (William) e Brenner. Técnico: Antonio Carlos Zago.

Gols: Paulão (I), aos 34min do primeiro tempo, Nico López (I), aos 4min do segundo tempo, Daniel Barros (S), aos 11min do segundo tempo, Brenner (I), aos 18min do segundo tempo, Brenner (I), aos 20min do segundo tempo.


Com fratura na costela, Geromel para por tempo indeterminado e desfalca o Grêmio na estreia da Libertadores

8 de março de 2017

phpThumb_generated_thumbnail

O Grêmio foi impactado na manhã dessa terça-feira com a notícia da lesão do zagueiro Pedro Geromel. O jogador teve constatada uma fratura na costela, sofrida no Gre-Nal, e em razão disso para por tempo indeterminado.

Outro jogador que não viaja para a Venezuela e vira baixa para a estreia gremista na Libertadores é o volante Maicon. O capitão do Grêmio sente dores na panturrilha direita e seguirá fazendo tratamento médico em Porto Alegre.

O time provável para o duelo com os venezuelanos tem: Marcelo Grohe, Léo Moura, Thyere, Kannemann e Marcelo Oliveira; Jailson, Michel, Ramiro, Bolaños e Luan; Pedro Rocha (Barrios).

O Grêmio estreia na Libertadores na próxima quinta, às 19h30min, contra o Zamora, na Venezuela.