Inter

Inter derrota Vasco na despedida para a Copa e garante G4 do Brasileirão

14 de junho de 2018

A vitória foi merecida porque o Internacional foi sempre mais objetivo do que o adversário. E procurou o gol desde os primeiros minutos do jogo, ao contrário do seu adversário. O Vasco entrou em campo com uma formação muito defensiva e só tentou mudar a forma de jogar quando estava perdendo por dois gols de diferença.

O jogo – Embalado pelos últimos resultados, o Inter começou a partida no ataque.empurrando o Vasco para sua linha de defesa. O time carioca, escalado com três volantes, parecia mais preocupado em bloquear os avanços do adversário.

Aos dez minutos, o time da casa marcou o primeiro gol. Depois de tabelar com Lucca, Patrick serviu Nico López que bateu sem dar chances para Fernando Miguel.

Quatro minutos depois, o Colorado quase ampliou. Fernando Damião foi rebater a bola e acabou bloqueado por Leandro Damião, em lance de grande perigo para o gol cruz-maltino, mas a bola saiu.

O time da casa continuava melhor e, aos 24 minutos, a torcida gaúcha pediu a marcação de pênalti quando Leandro Damião caiu na área após dividida com Luiz Gustavo, mas a arbitragem nada marcou.

Mesmo dominado e perdendo o jogo, o time dirigido por Jorginho mantinha a sua postura com três volantes quase não chegavam na intermediária do adversário.

Só aos 27 minutos é que o Vasco chegou na área em cobrança de falta executada por Andrey. Marcelo Lomba defendeu sem dificuldades.

Aos 30 minutos, o Inter teve chances de ampliar o marcador. Nico López fez bom lançamento para Pottker que chutou com muito perigo para o gol defendido por Fernando Miguel, mas a bola saiu.

A equipe comandada por Jorginho tentou assumir uma postura mais ofensiva, mas com apenas Rios na frente, ficava difícil penetrar na zaga colorada.

Aos 42 minutos, Pikachu se jogou na entrada da área gaúcha e o árbitro marcou falta. O próprio Pikachu bateu e Marcelo Lomba defendeu parcialmente. A zaga aliviou o perigo.

O Inter ampliou aos 44 minutos. Após cobrança de escanteio, Damião escorou e Patrick completou para as redes.

Logo no primeiro minuto do segundo tempo, Nico López cruzou fechado e a bola bateu no travessão. Como o Vasco nao conseguia encontrar espaços no ataque, o técnico Jorginho trocou o volante Bruno Cosendey por Ramon. O time carioca subiu de produção e, aos 20 minutos, a equipe carioca marcou o primeiro gol. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Andrey que bateu forte. A bola bateu no goleiro Marcelo Lomba, tocou na trave e entrou.

Logo depois, Leandro Damião desperdiçou a chance de marcar ao invadir a área e chutar rasteiro, mas o goleiro Fernando Miguel defendeu com os pés.

Quando o Vasco começou a se animar e buscar o gol do empate, o Inter anotou o terceiro gol aos 23 minutos. Após cobrança de escanteio. Moledo desviou e Victor Cuesta cabeceou sem dar chances de defesa para Fernando Miguel.

O time de São Januário esfriou depois de sofrer o terceiro gol e o Inter poderia ter chegado ao quarto gol aos 35 minutos quando Nico López penetrou na área pela direita, mas chutou fraco, facilitando a defesa de Fernando Miguel. Logo depois, Luiz Gustavo falhou na saída de bola e Lucca lançou Iago que entrou livre mas acertou a rede, pelo lado de fora. O Vasco ainda criou uma chance com Caio Monteiro, mas Moledo salvou quando a bola já tinha passado por Marcelo Lomba.

Aos 44 minutos, Camilo fez ótimo lançamento para Nico López. O atacante uruguaio passou por Fernando Miguel, mas acabou concluindo na trave, desperdiçando a chance de marcar o quarto gol.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 3 X 1 VASCO

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Data: 13 de junho de 2018 (Quarta-feira)

Horário: 21h45 (de Brasília)

Árbitro: Raphael Claus (Fifa-SP)

Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa-SP) e Rogério Pablos Zanardo (SP)

Cartão Amarelo: Fabiano, Patrick (Inter)

Gols:

INTER: Nico López, aos dez minutos e Patrick aos 44 minutos do primeiro tempo;Victor Cuesta, aos 23 minutos do segundo tempo

VASCO: Andrey, aos 20 minutos do segundo tempo

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba , Fabiano, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago, Rodrigo Dourado, Patrick e Lucca (Gabriel Dias); Nico López, William Pottker (Camilo) e Leandro Damião (Brenner)

Técnico: Odair Hellmann

VASCO: Fernando Miguel, Luiz Gustavo, Miranda, Erazo e Henrique; Desábato, Andrey, Bruno Cosendey (Ramon), Yago Pikachu e Giovanni Augusto (Evander); Andrés Rios (Caio Monteiro)

Técnico: Jorginho

Fonte: Espn


Edenílson, suspenso, desfalca o Inter diante do Vasco

13 de junho de 2018

EDENÍLSON-12-JUN-644x420

Edenílson só volta a atuar pelo Inter após o mundial da Rússia. O jogador recebeu na partida desse domingo contra o Santos o terceiro cartão amarelo e está suspenso.

Gabriel Dias e Charles são as principais opções da comissão técnica para o jogo com o Vasco, nesta quarta, no Beira-Rio. Outra possibilidade seria o ingresso do meia Camilo. Dessa maneira, Patrick atuaria mais recuado.

Danilo Fernandes é dúvida. O jogador passou por exames nessa segunda-feira após ter sofrido uma pancada na cabeça ao se chocar com seu companheiro de time Rodrigo Moledo. O goleiro titular do Inter será reavaliado e, se não tiver condições, Lomba entra no time.

Zeca, com lesão muscular, segue fora. Já D’Alessandro será reavaliado, mas a tendência é que assim como o lateral só fique à disposição depois da Copa da Rússia.


Inter vence Santos, mantém crise na Vila Belmiro e se consolida no G6

12 de junho de 2018

gazeta-press-foto-1123502-1024x681-696x463

Em duelo válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Internacional foi até a Vila Belmiro e manteve sua boa fase na temporada, vencendo o Santos por 2 a 1 neste domingo.

Aos 33 minutos de jogo, Leandro Damião converteu um pênalti polêmico assinalado a favor do Inter. O atacante, tido como uma das contratações que mais decepcionou no time paulista, fez valer a “lei do ex”.

Aos 6 minutos do segundo tempo, o pênalti polêmico foi para o lado santista. E Gabigol empatou a partida ao converter a cobrança.

Mas a alegria do Santos durou pouco. Dois minutos depois, Cuesta recolocou o colorado na frente do placar. E no minuto seguinte, Lucas Veríssimo foi expulso por reclamação. O zagueiro santista pode ter feito sua última partida pelo clube, já que interessa ao mercado europeu.

Com este resultado, o Inter vai aos 19 pontos e sobe para a quinta colocação do Brasileiro. Já o Santos segue na 16ª posição com 10 pontos.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 1 x 2 INTERNACIONAL

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)

Data: 10 de junho de 2018, domingo.

Horário: 19h (horário de Brasília)

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa-RJ)

Assistentes: Luiz Claudio Regazone e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (Ambos do RJ)

Público: 8.124 pessoas

Renda: R$ 179.645,00

Cartões amarelos: Jean Mota, Diego Pituca (Santos); Edenílson, Rossi e Rodrigo Dourado (Inter)

Cartão vermelho: Lucas Veríssimo (Santos)

Gols:

SANTOS: Gabriel, aos seis minutos do segundo tempo

INTERNACIONAL: Leandro Damião, de pênalti, aos 33 minutos do primeiro, Victor Cuesta, aos oito minutos do segudno tempo

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes (Daniel); Fabiano, Rodrigo Moledo, Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenílson e Patrick; Lucca (Nico López), William Pottker e Leandro Damião (Rossi)

Técnico: Odair Hellmann

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Diego Pituca, Renato e Jean Mota (Bruno Henrique); Gabriel (Gustavo Henrique), Rodrygo e Eduardo Sasha (Léo Cittadini)

Técnico: Jair Ventura


Inter faz duelo equilibrado com São Paulo e busca empate no Morumbi

6 de junho de 2018

O Internacional empatou em 0 a 0 com o São Paulo na noite desta terça-feira, no Morumbi, e chegou à sexta partida de invencibilidade. O time colorado teve boa atuação na partida válida pela 10ª rodada do Brasileirão, principalmente na etapa final, quando controlou o adversário e criou chances na frente. O empate mantém o Inter na quinta posição provisória, com 16 pontos. No domingo (10/6), às 19h, encara mais uma partida longe de casa, desta vez contra o Santos, na Vila Belmiro.

Inter segura pressão no 1º tempo
O primeiro tempo foi complicado. O São Paulo dificultou ao máximo a saída de bola colorada e teve mais volume ofensivo. Porém, o Inter foi eficiente na marcação e conseguiu suportar a pressão dos donos da casa. Aos 5min, Liziero arriscou de longe, a bola desviou em Rodrigo Moledo e obrigou o goleiro Danilo Fernandes a realizar a defesa em dois tempos. Aos 19min, Arboleda recuou para o goleiro Sidão e Leandro Damião quase conseguiu chegar antes na bola para concluir em gol. Aos 36min, a melhor chance: Reinaldo disparou uma bomba e Danilo Fernandes fez defesa sensacional.

Nova postura na etapa final
Na arrancada do segundo tempo, a estrela do goleiro colorado brilhou novamente no Morumbi, em grande defesa após arremate de Lucas Fernandes. Mas o Inter voltou com uma nova postura em campo e também apresentou as suas armas em sucessivos lances. Aos 6min, William Pottker avançou em velocidade pela ponta-direita, invadiu a área e chutou para a defesa parcial de Sidão. No rebote, Leandro Damião tentou de bicicleta e a bola passou perto da trave direita. Pouco depois, Iago escorou para Damião e o centroavante concluiu, de puxeta, por cima do travessão.

O São Paulo praticamente não ofereceu perigo nos 45 minutos finais. O time de Odair Hellmann teve mais posse de bola e controlou totalmente o adversário, com destaque para mais uma atuação impecável da zaga formada por Rodrigo Moledo e Víctor Cuesta. Faltou apenas o gol. Aos 37min, Damião chutou de primeira para a defesa tranquila de Sidão. Aos 40min, Nico López, que havia entrado no lugar de William Pottker, tentou o chute de longa distância, mas a bola subiu demais.

Ficha técnica:
São Paulo (0): Sidão; Éder Militão, Arboleda, Anderson Martins e Reinaldo; Petros, Liziero (Paulinho), Lucas Fernandes (Shaylon) e Everton; Tréllez (Araruna) e Diego Souza. Técnico: Diego Aguirre.

Internacional (0): Danilo Fernandes; Zeca, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Iago; Charles (Camilo) e Ednilson; William Pottker (Nico López), Patrick e Lucca (Rossi); Leandro Damião. Técnico: Odair Hellmann.

Cartões amarelos: Tréllez, Liziero, Everton (S), Edenilson, Danilo Fernandes (I).

Arbitragem: Paulo Roberto Alves Junior, auxiliado por Pedro Martinelli Christino e Luciano Roggenbaum (trio do Paraná).

Local: Morumbi, em São Paulo.

Fonte: Internacional.com.br


Sem Damião, Inter deve ter Pottker no comando de ataque contra o Vitória-BA

30 de maio de 2018

thumb-8-637x420

O Inter reencontra nesta quarta-feira o Vitória, no Barradão, local de uma das piores atuações da equipe e de um dos episódios que mais gerou cobranças da torcida e da imprensa na temporada, a desclassificação nos pênaltis na Copa do Brasil. Depois de três partidas sem derrotas, marcando cinco gols e sofrendo um, o Colorado chega ao compromisso válido pela 8ª rodada do Brasileirão em um novo momento. O empate em 0 a 0 com o tricampeão da América, fora de casa, e a vitória sobre o candidato ao título, Corinthians, de virada, por 2 a 1, deram novo ânimo aos jogadores colorados.

“Sabemos da dificuldade de jogar contra o Vitória. Na Copa do Brasil, infelizmente, acabamos derrotados nos pênaltis. Acontece e já viramos a chave. É outro campeonato e outro jogo importante, vamos para ganhar fora de casa”, declarou Rodrigo Dourado.

Desde a despedida da Copa do Brasil, o Inter jogou seis partidas, com duas vitórias, Chapecoense e Corinthians, dois empates, Cruzeiro e Grêmio, e duas derrotas, Flamengo e Palmeiras, fora de casa. Antes de reencontrar o “carrasco” da Copa do Brasil, Odair Hellmann terá um treino para definir a equipe que busca a primeira vitória fora de casa. Sem Leandro Damião, suspenso por receber o terceiro cartão amarelo por comemorar o gol, o técnico terá que escolher entre Nico López, Rossi ou Brenner. Com Iago suspenso, Uendel deve voltar a ser titular.

“O Damião está fora, mas temos muitos substitutos de qualidade. Não sabemos que o Odair vai escolher, mas quem entrar vai dar conta, pois temos um grupo muito forte. Temos o Brenner, que vem treinando muito bem e é opção para não mudar as características. Temos também o Rossi, o Nico López e o Pottker. Então, podemos perder a referência, mas teremos mais infiltrações e posse de bola. Vamos esperar para ver o que Odair vai decidir”, completou Dourado.

O Inter disputou três partidas fora de casa no Brasileirão. Contra três adversários considerados candidatos ao título, Palmeiras, Flamengo e Grêmio, perdendo para os dois primeiros e empatando com o Tricolor Gaúcho, na Arena. O Colorado treina nesta terça-feira, às 16h, no estádio em Pituaçu, em Salvador. O trabalho será fechado para a imprensa e torcida. O jogo contra o Vitória está marcado para quarta-feira, às 19h30min, no Barradão.

Fonte: Correio do Povo


Damião e Iago cumprem suspensão contra o Vitória

29 de maio de 2018

DAMIÃO-28-MAIO-632x420

Leandro Damião e Iago não poderão enfrentar o Vitória, nesta quarta, no Barradão. Ambos receberam na partida com o Corinthians nesse domingo o terceiro cartão amarelo e terão de cumprir suspensão automática.

Quem também não joga é D’Alessandro. O argentino ainda tem dois jogos de suspensão a cumprir por conta da punição imposta pelo STJD em razão dos incidentes no clássico Gre-Nal da Arena.

Em contrapartida, Cuesta, que não pôde jogar diante dos paulistas, volta ao time depois de cumprir suspensão automática. Para os lugares dos suspensos, Odair deve confirmar as presenças de Uendel e Rossi.


Inter encerra seca de gols com 3 a 0 sobre a Chape no Beira-Rio

22 de maio de 2018

O Internacional reencontrou-se com as redes e com as vitórias. A equipe recebeu a Chapecoense no Beira-Rio e venceu por 3 a 0, nesta segunda-feira, pelo fechamento da sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Lucca, Rodrigo Moledo e Patrick fizeram os gols da partida.

Os colorados não ganhavam e sequer iam às redes desde 15 de abril, quando bateram o Bahia por 2 a 0, em seu primeiro compromisso na Série A. desde então, o time perdeu por 1 a 0 para o Vitória na Copa do Brasil (foi eliminado nos pênaltis, e, pelo Brasileirão, foi superado por Palmeiras (1 a 0) e Flamengo (2 a 0) e empatou sem gols com Cruzeiro e Grêmio.

Com o resultado, a equipe gaúcha vai a oito pontos e salta da 16ª para a 11ª colocação. Já os catarinenses estacionam nas seis unidades e caem da 14ª para a 16ª posição, a primeira fora da zona de rebaixamento.

A Chape vinha embalada pela vitória diante do Flamengo por 3 a 2 na última rodada e pela classificação às quartas de final da Copa do Brasil, diante do Atlético-MG.

Agora, os dois times voltarão a campo no fim de semana pelo Campeonato Brasileiro. No sábado, a Chapecoense visitará o Fluminense no Maracanã, às 16h (de Brasília). No dia seguinte, o Inter receberá o Corinthians no Beira-Rio, também às 16h.

Fonte: Espn


D’Alessandro e Edenílson voltam aos trabalhos com bola

17 de maio de 2018

DALE-16-MAIO-632x420

O treino da manhã dessa quarta-feira foi de boas notícias para a comissão técnica do Inter. D’Alessandro e Edenílson, em fase de retreinamento, foram liberados para trabalhos com bola no CT Parque Gigante.

O meia argentino está curado de dores musculares na coxa esquerda e deve ficar à disposição para o jogo com a Chapecoense, segunda-feira, no Beira-Rio.

Já Edenílson, que se recupera de uma lesão no joelho, mesmo que tenha treinado no dia de hoje ainda passará por revisões médicas durante a semana.

Lembrando que nesta quinta-feira D’Alessandro e Pottker serão julgados no STJD em virtude dos incidentes na partida com o Flamengo, no Rio de Janeiro, e a punição a ambos pode chegar a 12 partidas de suspensão.


Rossi é liberado para treinar e pode ser alternativa para o Gre-Nal

9 de maio de 2018

ROSSI-8-MAIO-632x420

O Inter retomou os trabalhos na manhã dessa terça-feira visando o clássico Gre-Nal de sábado, na Arena.

Os jogadores que atuaram na partida com o Flamengo, no Rio de Janeiro, ficaram realizando uma atividade dentro do vestiário.

Os demais foram para o gramado do estádio Beira-Rio e participaram de um trabalho com bola orientado por Odair Hellmann.

A novidade nesse treino foi a presença de Rossi. O atacante está totalmente recuperado de uma lesão muscular sofrida na estreia do Brasileiro e está à disposição para o clássico.

Zeca, no treino dessa terça, foi testado no meio de campo, no entanto, é improvável que comece o jogo contra o Grêmio no final de semana.

Para o final de semana, Pottker, suspenso, não joga. No seu lugar, Lucca deve ser o escolhido de Odair para ser um dos titulares do ataque colorado.


Edenílson sofre torção no joelho e para por até quatro semanas

2 de maio de 2018

EDENÍLSON-30-ABRIL-673x420

O volante Edenílson sofreu uma torção no joelho esquerdo na partida com o Cruzeiro nesse domingo, no Beira-Rio, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, e, após a realização de exames nessa segunda-feira, teve constatada uma lesão de ligamento e terá de parar por até quatro semanas.

Diante da ausência de Edenílson para os próximos jogos do Brasileiro, Gabriel Dias se credencia a ocupar o lugar do camisa 8 na equipe. Outra alternativa que pode ser observada por Odair Hellmann é o recuo de Patrick para a função de volante e escalação de Lucca pelo flanco.

Ainda sobre o time para domingo, por ter uma semana cheia de treinamentos, Zeca pode ser alçado ao time principal na vaga de Fabiano já para a rodada seguinte da competição.