Inter

Mirando a final do Gauchão, Inter treina no Gigante

27 de abril de 2017

galeria_foto_f807298906465a70a5c5be2111a1814e

Tudo é final! O Colorado segue sua rotina de treinos mirando a primeira final do Campeonato Gaúcho, contra o Novo Hamburgo, domingo (30/4), às 16h, no Beira-Rio. Com o vento forte na beira do Guaíba, a comissão técnica optou por comandar o treinamento no Estádio colorado. A primeira parte da atividade foi fechada, depois a imprensa teve acesso ao trabalho no campo.

As novidades do treinamento colorado foram Paulão e Danilo Silva, os dois zagueiros trabalharam normalmente com seus companheiros e estão a disposição do técnico Antonio Carlos Zago. Apenas o primeiro poderá atuar nas finais do Campeonato Gaúcho, pois Danilo não está inscrito.

O treinador colorado ainda terá as manhãs de quinta, sexta e sábado para ajustar os detalhes da equipe. Os desfalques para a final são Danilo Fernandes e Carlinhos, lesionados e Brenner, expulso no último jogo. William, que cumpriu suspensão diante do Caxias, no último domingo, pode atuar normalmente. Os ingressos para o confronto já estão à venda para os sócios torcedores, que podem adquirir pelo site ou nas bilheterias do Gigantinho.


Simulação em Inter x Caxias pode render punição longa a Zago, explica presidente do TJD-RJ

25 de abril de 2017

58fe11552388b

De acordo com Marcelo Jucá Barros, treinadores não estão imunes a ser julgados também por simulação. Risco é de que Antônio Carlos Zago pegue de duas a seis partidas de gancho.

A cena esdrúxula que Antônio Carlos Zago protagonizou na partida em que o Internacional despachou o Caxias e foi para a decisão do Gauchão pode render dores de cabeça ao técnico nas próximas rodadas. Presidente do TJD-RJ, Marcelo Jucá Barros detalhou que a tentativa clara do técnico do Internacional em simular que sofreu uma agressão de um atleta do Caxias, está prevista no Código Brasileiro de Justiça Desportiva:

- O treinador não está imune a ser julgado também em casos de simulação. A Procuradoria do Rio Grande do Sul pode oferecer denúncia caso o fato vá para a súmula do árbitro, ou ao assistir às imagens da partida.

Barros ainda apontou o período no qual o treinador pode ficar de fora dos gramados:

- Este caso é enquadrado com base no Artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por assumir “qualquer atitude contrária à desportiva ou à ética desportiva”. A punição prevista é de duas a seis partidas, caso seja punido.

COLUNISTAS DO LANCE! REPUDIAM: ‘ZAGO NÃO APRENDEU A LIÇÃO”

A atitude de Antônio Carlos Zago também foi questionada por especialistas. Colunista do LANCE!, João Carlos Assumpção lamentou novamente o técnico aparecer por um episódio polêmico:

- Vindo do Antônio Carlos, não me surpreende mais. Foi lastimável a atitude do técnico do Internacional, que tem pisado muito na bola, e não é de hoje. Basta lembrar que sua carreira como jogador traz uma ofensa racista (à época no Juventude, fez gestos racistas para Jeovânio, então atleta do Grêmio). Ele me disse uma vez que aprendera a lição. Aprendeu nada.

Assumpção ainda exigiu punição pesada ao técnico:

- Simulação tem que ser punida com rigor pela arbitragem. Árbitro não é palhaço. Já vimos um lance ridículo de simulação de Zé Roberto na semana passada, agora vemos outra confusão no Sul. Cansou. Não é por acaso que gestos como o fair-play de Rodrigo Caio chamam atenção no mundo do futebol e na sociedade brasileira.

Eduardo Tironi também questionou a postura do técnico:

- Foi uma cena ridícula, lamentável. O que é um indicativo claro de que o lance de Rodrigo Caio foi algo completamente isolado. A regra, no futebol, é simulação, a trapaça.


Põe no DVD! Nos pênaltis, Inter se classifica às oitavas da Copa do Brasil; ouça os gols

20 de abril de 2017

Foi uma noite épica na casa do Corinthians! O Internacional foi guerreiro diante do time paulista no jogo de volta da 4ª Fase da Copa do Brasil, disputado na noite desta quarta-feira, em Itaquera-SP, e conquistou a classificação às oitavas de final do torneio.

O Colorado largou atrás no placar no primeiro tempo, mas buscou o empate nos 45 minutos finais, com um gol contra de Fágner. Com a repetição do 1 a 1 da partida de ida, no Beira-Rio, a decisão da classificação foi para os pênaltis.

E a estrela do goleiro Marcelo Lomba brilhou, ao defender duas cobranças das seis cobranças que foram efetuadas, garantindo a vitória por 4 a 3! Assim como em 1992, quando foi campeão, o Clube do Povo repetiu a eliminação do Corinthians.

O adversário nas oitavas de final será decidido em sorteio, ao meio-dia desta quinta-feira, na sede da CBF. no domingo (23/4), o jogo é decisivo contra o Caxias, no Centenário, pela semifinal do Gauchão.

Time com muitos desfalques

O Colorado viajou para São Paulo com importantes desfalques. D’Alessandro e Edenilson, lesionados, e Carlinhos, suspenso, não puderam atuar no jogo decisivo. Com isso, Antonio Carlos Zago escalou Uendel na lateral esquerda, bem como Anselmo e Felipe Gutiérrez no meio-campo. O Inter iniciou com: Marcelo Lomba; William, Léo Ortiz, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Anselmo, Felipe Gutiérrez e Roberson; Nico López e Brenner.

Inter sofre gol cedo, mas mantém espírito de luta

O duelo começou em alta velocidade, com muita disposição por parte de ambos os times. O Inter atuava com as linhas adiantadas, tentando complicar a saída de bola do Cortinthians. Porém, aos 7min, em lance de bola parada, os donos da casa abriram o placar. Fagner cobrou arremesso lateral para o interior da área e Jô escorou para Maycon concluir. Aos 9min, Jô chutou da meia-lua, para fora, mas com muito perigo. Ato contínuo, a partida foi paralisada por conta de sinalizadores ligados nas arquibancadas pelos torcedores corinthianos. Aos 15min, Roberson sentiu uma lesão muscular e foi substituído por Valdívia.

O gol sofrido de forma prematura tornou mais díficil a missão em São Paulo, mas Inter não se abalou: procurou manter-se no campo de ataque e esteve perto de empatar em duas jogadas aéreas na etapa inicial. Aos 18min, Nico López cobrou escanteio e Brenner cabeceou por cima. Um minuto depois, o atacante ganhou novamente da defesa pelo alto e desviou de cabeça para colocar a bola muito próxima à trave direita. Aos 37min, o adversário voltou a ameaçar, também por cima, em cabeceio de Romero que saiu pela linha de fundo. Aos 47min, Marcelo Lomba fez boa defesa após chute rasteiro de Marcelo Lomba.

Na raça, Inter busca empate

O segundo tempo começou com o Inter rondando a área do Corinthians, mas sem conseguir a finalização. Aos 11min, os paulistanos quase ampliaram em cabeceio de Rodriguinho que tirou tinta do poste direito. Pouco depois, Zago promoveu a entrada de Carlos no lugar de Felipe Gutiérrez. Aos 22min, Uendel cruzou da direita e por pouco que Carlos não conseguiu o desvio para o gol – a zaga fez o corte providencial para escanteio. Após a cobrança, William cabeceou e Cássio segurou firme. Aos 25min, Anselmo soltou a bomba e o goleiro fez nova defesa.

Aos 26min, a pressão colorada virou gol! William cruzou, Carlos cabeceou para a defesa parcial de Cássio e, no rebote, Nico López chutou cruzado. Na tentativa de fazer o corte, Fágner acabou marcando gol contra. Aos 32min, Nico López venceu a marcação e chutou, da entrada da área, para a defesa de Cássio.

Nos minutos finais, o Corinthians foi com tudo ao ataque em busca do segundo gol. Aos 38min, Pablo desviou de cabeça uma cobrança de escanteio e a bola passou rente à trave. Aos 42min, Clayton teve grande oportunidade de marcar de dentro da área, mas acabou chutando para fora, para sorte do Clube do Povo. Aos 44min, Jô ficou cara a cara com Lomba e concluiu para a defesa salvadora do goleiro colorado. Aos 46min, foi a vez do Inter voltar à carga, em chute de Carlos que Cássio evitou que entrasse. Um minuto depois, Valdívia pegou sobra e soltou uma bomba que o goleiro corinthiano espalmou para o lado. Foi o último lance de perigo no tempo normal.

Decisão dramática nos pênaltis

Como o jogo de ida também havia acabado empatado em 1 a 1, a decisão da vaga foi para as cobranças de pênaltis. Coube a Brenner o primeiro tiro, que foi convertido com qualidade. Jadson igualou para o Corinthians. William chutou para fora a segunda cobrança. Em seguida, brilhou a estrela de Lomba, ao defender o chute de Maycon. Valdívia fez 2 a 1 para o Inter. Jô também converteu, igualando novamente. Víctor Cuesta fez a sua parte. 3 a 2. Marquinhos Gabriel chutou a quarta cobrança e Lomba defendeu com os pés!!! Léo Ortiz bateu o quinto chute e Cássio também defendeu. Fágner bateu o quinto tiro e converteu. 3 a 3. Nas cobranças alternadas, Diego, que havia entrado no lugar de Nico López no tempo normal, fez a 4 a 3 para o Inter. Guilherme Arana chutou chutou para fora!!!! A classificação era do Inter!!!!!! A festa foi colorada na casa do Corinthians!

Ficha técnica:

Corinthians (1)(3): Cássio, Fágner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel (Marquinhos Gabriel), Maycon, Jadson e Rodriguinho; Romero (Clayton) e Jô. Técnico: Fábio Carille.

Internacional (1)(4): Marcelo Lomba; William, Léo Ortiz, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Anselmo, Felipe Gutiérrez (Carlos) e Roberson (Valdívia); Nico López (Diego) e Brenner. Técnico: Antonio Carlos Zago.

Gols: Maycon (C), aos 7min do primeiro tempo, Fágner (contra, I), aos 26min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Felipe Gutiérrez (I); Gabriel (C).

Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique, auxiliado por Eduardo de Souza Couto e Michael Correia (trio do RJ).

Local: Arena Corinthians, em Itaquera-SP.

Fonte: Internacional.com.br


D’Alessandro deve voltar ao time do Inter pela Copa do Brasil

11 de abril de 2017

DALE-IND-10-ABRIL

Argentino não atuou no domingo em razão de dores no tornozelo.

D’Alessandro, ao que tudo indica, estará em campo nesta quarta-feira na partida contra o Corinthians, pela Copa do Brasil. Em razão de dores no tornozelo, o camisa 10 colorado foi vetado pelos médicos para o duelo desse domingo com o Cruzeiro.

O meia argentino, mesmo que não esteja confirmado para o confronto com os paulistas, deve ser liberado e reforçar o time colorado no enfrentamento pela competição nacional.

Sendo ratificada essa tendência, a formação do Inter deve sofrer apenas uma alteração em relação ao time que jogou nesse final de semana em Gravataí: D’Alessandro na vaga de Roberson.

O chileno Felipe Gutiérrez, que já treina com bola, pode ser relacionado pela primeira vez pelo técnico Zago para o confronto deste meio de semana.


Inter dá passo importante para a classificação

7 de abril de 2017

brenner_EuhWJzM

Colorado venceu por 3 x 1 o time do Cruzeiro e com isso abre uma boa vantagem para o jogo da volta válido pelas quartas-de-final do Campeonato Gaúcho.

E tudo graças a Brenner, que marcou dois gols e assumiu a artilharia isolada da competição, com sete. No fim, o zagueiro Dão concedeu um respiro ao Cruzeiro, que caiu por terra após uma cobrança de falta perfeita de Valdívia, já nos acréscimos.

As duas equipes voltam a se enfrentar no próximo domingo, às 16h, no Vieirão, em Gravataí. Empate ou derrota por um gol classificam o Inter à semifinal. Já o Cruzeiro-RS precisa vencer por 2 a 0 que passa. Se devolver o 3 a 1, a partida vai para os pênaltis. Vitória do Estrelado por dois gols de diferença a partir de 4 a 2 dá vaga ao Inter pelo saldo qualificado.

O Cruzeiro começou pressionando o Inter e tomou conta do jogo nos primeiros cinco minutos. As investidas do lateral John Lennon, pela direita, eram a principal arma, assim como já havia acontecido no jogo da primeira fase. Aos poucos, porém, o Colorado foi se soltando na partida e equilibrou o duelo.

Quando o time de Antônio Carlos Zago conseguiu tomar as rédeas, o gol não demorou. Aos 21 minutos, o estreante Edenílson achou D’Alessandro, que tabelou e deixou Carlinhos em condições de fazer um cruzamento na medida para Brenner. O artilheiro colorado subiu entre dois marcadores e mandou de cabeça para o fundo das redes.

Aos 30, Lucas Martins cobrou falta rasteira, e Lucão desviou de letra. A bola passou ao lado da meta de Marcelo Lomba. Depois disso, o Inter mandou ainda mais nas ações ofensivas e poderia ter ampliado. Aos 41, Uendel obrigou Deivity a fazer uma boa defesa. As duas equipes ainda reclamaram de pênalti em toques de mão nas áreas adversárias. Mas o árbitro Daniel Bins nada marcou em ambos os lances.

O Inter seguiu em cima no retorno do intervalo. Primeiro, Nico López fez cruzamento da direita e obrigou Dão a mandar para escanteio de qualquer maneira. Depois, William cobrou falta fechada e fez o goleiro Deivity trabalhar. Aos 10, Thiago Alagoano respondeu com um chute para fora da entrada da área colorada.

Aí o jogo perdeu em intensidade. Só foi ocorrer um novo lance de perigo aos 27, após cruzamento de William na cabeça de Cuesta, que mandou para fora, sozinho. E aos 31 o artilheiro do Gauchão voltou a mostrar seu faro de gol. William brigou pela bola de carrinho dentro da área e passou-a para Brenner, que apenas dominou e tocou para a rede. Com sete tentos, o centroavante colorado já é o goleador isolado do Gauchão.

Na melhor chance do Cruzeiro na partida até então, aos 34, Thiago Alagoano se livrou de Léo Ortiz e chutou prensado com a chegada de William. Lomba ainda espalmou. Mas o goleiro do Inter nada pôde fazer cinco minutos depois. John Lennon cobrou falta da direita, e Dão desviou de cabeça no canto direito. Mas Valdívia jogou um balde de água fria nos torcedores do Estrelado com um golaço de falta aos 47. Após o apito final, o meia se derramou em lágrimas


CAS diz que não tem competência e encerra Caso Victor Ramos

6 de abril de 2017

20393407

Segundo informações do Vitória, tribunal comunicou nesta quinta-feira que não haverá nova audiência.

A Corte Arbitral do Esporte (CAS) comunicou às 10h30min desta quinta-feira (5h30min no Brasil) que o Caso Victor Ramos está oficialmente encerrado. O tribunal entendeu que não tem competência para julgar o tema e, portanto, não haverá novas audiências.

Ambos os clubes receberam o comunicado do CAS no mesmo momento, mas o departamento jurídico do Vitória foi o primeiro a anunciar o desfecho. Mais tarde, Gustavo Juchem, advogado do Inter, confirmou a decisão do tribunal. A diretoria do Colorado deve emitir um comunicado oficial nesta manhã.

— CAS acabou de notificar as partes de que não tem jurisdição para apreciar o caso. Vitória venceu. Recebemos a notícia com muita alegria, pois estávamos muito seguros da tese defendida no tribunal — disse o advogado do Vitória, Bichara Abideão Neto.

Com a decisão, o CAS acata a tese defendida pelo Vitória, de que o tribunal arbitral não teria poder para revisar um assunto que não foi julgado pela justiça esportiva brasileira, já que o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) optou por arquivar a denúncia.

Na audiência realizada na última terça em Lausanne, os árbitros do CAS não analisaram o mérito da ação levantada pelo Inter e apreciaram apenas a questão da jurisdição.

Após cinco horas de debates, os árbitros suspenderam a sessão e pediram 48 horas para decidirem sobre a competência do caso e se uma nova audiência seria marcada. A resposta veio nas primeiras horas desta quinta-feira, com desfecho negativo para o Inter.


Edenilson é anunciado como reforço pelo Inter

31 de março de 2017

phpThumb_generated_thumbnail

O Inter concluiu nessa quinta-feira as negociações para anunciar a contratação do volante Edenilson. O atleta assina contrato de empréstimo até 30 de junho de 2018 com o clube gaúcho.

Natural de Porto Alegre, Edenilson atua desde 2014 na Itália quando foi vendido para a Udinese após se destacar no Corinthians. Na Europa, o volante foi destaque do Genoa na temporada 2014/2015, sendo titular e ajudando o time a terminar na 6ª colocação do Campeonato Italiano, conseguindo a classificação para as competições europeias.

Ainda na Itália, atuou pela Udinese em 2015/2016 e voltou a ser cedido ao Genoa na atual temporada. Foram 78 partidas no Velho Continente com destaque para a polivalência do atleta que foi utilizado em mais de uma função do meio-campo e também nas laterais.

Ficha técnica:
Nome: Edenilson Andrade dos Santos
Nascimento: 18/12/1989 – 27 anos
Natural: Porto Alegre-RS
Altura: 1,75m

Carreira:
2008 | Caxias
2011 | Corinthians
2014 | Genoa-ITA
2015 | Udinese-ITA
2016 | Genoa-ITA
2017 | Internacional

Conquistas:
2011 | Campeonato Brasileiro
2012 | Copa Libertadores da América
2012 | Mundial de Clubes Fifa
2013 | Campeonato Paulista
2013 | Recopa Sul-Americana


Inter perde, fica em sétimo e pega o próprio Cruzeiro nas quartas

30 de março de 2017

phpThumb_generated_thumbnail

Já classificado para a fase mata-mata do Gauchão, o Internacional foi derrotado por 2 a 1 na noite desta quarta-feira, no Parque Esportivo Montanha dos Vinhedos, em Bento Gonçalves. O Colorado sofreu dois gols na etapa inicial e tentou a reação no segundo tempo, quando descontou com Nico López. Apesar da superioridade nos 45 minutos finais, o Inter não evitou a derrota que o deixa na sétima posição, com 11 pontos, ao final da fase classificatória.

O adversário nas quartas de finais será o próprio Cruzeiro-POA. A Federação Gaúcha de Futebol divulgará em breve as datas dos confrontos, mas o jogo de ida será no Beira-Rio e a volta nos domínios do adversário.

Cruzeiro surpreende no 1º tempo

A primeira chance de gol da partida do Cruzeiro. Aos 6min, Sander cruzou, Danilo Fernandes espalmou a bola na tentativa de interceptar e ela acabou sobrando para Kozlowski chutar de dentro da pequena área. Com reflexo apurado, o goleiro colorado salvou, com os pés, de cima da linha. A resposta do Inter veio aos 9min, em chute cruzado de Nico López que o goleiro Deivity abafou para escanteio. D’Ale cobrou o tiro de canto e quase marcou o gol olímpico – Deivity evitou em defesa providencial!

O Inter teve grande oportunidade de abrir o placar aos 26min: Rodrigo Dourado acionou Nico López, que invadiu a área, driblou o goleiro, mas finalizou no lado de fora da rede cruzeirista. No minuto seguinte, porém, o adversário fez 1 a 0, em um belo chute de Lucas Martins que acertou o ângulo direito, apesar de Danilo ter se esticado e tocado na bola, que ainda bateu no poste antes de entrar.

Aos 29min, William cruzou da direita e Uendel fechou o segundo poste tentando a finalização, que acabou saindo pela linha de fundo. Aos 38min, um duro golpe: Lucão recebeu da direita e fez 2 a 0 para o Cruzeiro. Aos 41min, Kozlowski cabeceou por cima do travessão colorado, com perigo. Aos 46min, Anselmo chutou da entrada da área para defesa de Deivity.

Nico López marca no recomeço

No intervalo, Roberson entrounno lugar de Valdívia. Antes, no final do primeiro tempo, Paulão, lesionado, havia dado lugar a Léo Ortiz. O Colorado voltou com outra postura para a etapa final. Logo a 1min, D’Alessandro bateu falta frontal e a bola raspou o poste esquerdo. Na jogada seguinte, Brenner escapou pela direita e chutou para a defesa parcial de Deivity. No rebote, Nico López chutou com força para descontar. 2 a 1. Foi o quinto gol na temporada do atacante uruguaio.

Time luta até o final

O Inter manteve a pressão pelo empate até o último lance da partida. Aos 12min, quase igualou o marcador em cobrança de falta de William que explodiu no travessão. Aos 22min, D’Alessandro, extenuado, deixou o campo para a entrada de Gustavo Ferrareis. Aos 29min, em seu primeiro lance, o meia ficou cara a cara com Deivity, que conseguiu defender o chute à queima-roupa. Aos 36min, Nico López ficou de frente para o gol, mas o chute ganhou muita elevação. Aos 38min, Nico tentou novamente, a bola bateu na defesa e quase entrou no cantinho esquerdo antes de sair pela linha de fundo.

Apesar do esforço até o apito final, o Colorado não conseguiu marcar o segundo gol. Mesmo com o revés, a vaga já estava garantida e o Clube do Povo segue perseguindo o heptacampeonato gaúcho.


Inter consegue efeito suspensivo, mas jogo desta quarta está mantido para Bento Gonçalves

29 de março de 2017

phpThumb_generated_thumbnail

O Inter conseguiu uma vitória fora do campo no começo da noite desta terça-feira. O clube teve deferida a solicitação de efeito suspensivo no STJD, no entanto, a medida só terá validade a partir da fase quartas de final do Campeonato Gaúcho.

Portanto, a punição com a perda de dois mandos de campo imposta pelo TJD-RS em razão da briga de torcedores colorados na primeira rodada da competição ficará suspensa do final de semana em diante, mas o jogo com o Cruzeiro, marcado para esta quarta-feira e válido pela última rodada da primeira fase, está mantido para Bento Gonçalves.

Para esse duelo, Zago deve mandar a campo o Inter com força máxima. A provável escalação tem: Danilo, William, Paulão, Cuesta e Uendel; Dourado, Anselmo, D’Alessandro, Roberson, Valdívia e Brenner.


Victor Cuesta tem nome no BID e pode estrear diante do Ypiranga pelo Gauchão

22 de março de 2017

phpThumb_generated_thumbnail

O Inter pode ter uma estreia no jogo desta quarta-feira, contra o Ypiranga. O zagueiro Victor Cuesta teve seu nome publicado no BID da CBF e está relacionado pelo técnico Zago para o jogo de Erechim.

Dessa forma, Zago tem três alternativas para escalar a dupla de zaga colorada: Victor Cuesta, Paulão e Léo Ortiz.

A baixa para a partida de amanhã é o atacante Carlos, que teve uma lesão na mão e por conta disso ficou de fora da viagem. Roberson e Valdívia são as possibilidades de escalação.

Charles e Paulão, que cumpriram suspensão automática contra o São Paulo, ficam à disposição.