Lajeadense

Com dois gols do garoto Duh, Lajeadense vence por 2 a 1 e retorna à zona de classificação

28 de março de 2017

phpThumb_generated_thumbnail

Equipe chegou a desperdiçar um pênalti. Alviazul soma 10 pontos na competição.

O Lajeadense conseguiu uma importante vitória na tarde deste domingo (26) no Estádio Alviazul.

A equipe venceu o São Luiz por 2 a 1 em um confronto direto pela sexta rodada da Divisão de Acesso do Campeonato Gaúcho.

Os dois primeiros gols como profissional do zagueiro Duh garantiram o ingresso do Lajeadense na zona de classificação para próxima fase do torneio.

Em um primeiro tempo fraco tecnicamente, o Lajeadense escapou da derrota através de duas boas defesas do goleiro Paulo Henrique.

Já a segunda etapa foi mais movimentada e os três gols saíram de bola parada. Aos 12 minutos o zagueiro Duh abriu o placar para o Alviazul.

Aos 32 minutos Léo Mineiro empatou para o São Luiz. E aos 35 minutos, após cobrança de escanteio, Duh marcou o segundo gol do Lajeadense.

Aos 43 minutos o artilheiro Flávio Torres ainda perdeu a sua segunda cobrança de pênalti na competição.

Com o resultado o Lajeadense subiu para terceira colocação da Divisão de Acesso com 10 pontos. Em seis jogos a equipe soma três vitórias, um empate e duas derrotas.

O próximo confronto será no domingo (2), às 16h, contra o Esportivo no Parque Montanha dos Vinhedos. A Rádio Independente AM 950 transmite a partida. NH


Lajeadense empata sem gols com o União Frederiquense

16 de março de 2017

phpThumb_generated_thumbnail

Alviazul volta à Lajeado com um ponto importante para sequencia da competição.

O Lajeadense empatou em 0 a 0 com o União Frederiquense na tarde desta quarta-feira (15), no Estádio Vermelhão da Colina, em jogo válido pela terceira rodada da Divisão de Acesso do Campeonato Gaúcho 2017. Com o resultado, o Alviazul soma quatro pontos em três jogos na competição.

O jogo foi aberto, com oportunidades de gol de ambos os lados, mas ninguém conseguiu marcar. No final do segundo tempo o jogador do Lajeadense Danilo Mendes foi expulso. O zagueiro desfalca a equipe no próximo domingo, às 17h, diante do Panambi, no Estádio Alviazul. A Rádio Independente AM 950 transmite a partida. NH

Ficha Técnica

União Frederiquense: William Lago, Alison, Sergipano, Miranda e Richard; João Paulo, Marcos Rhoden (Thiago Baiano), Queijinho (Tulio), Cris Magno (Joãozinho) e Batista; Fischer. Técnico: Júlio César Nunes.

Lajeadense: Paulo Henrique, Vitor (Luis Felipe), Danilo Mendes e Dú; Darlã,Pinna(Dieguinho), Emerson Dantas, Anderson Ijuí (Maranhão) e Germano; Cidinho e Flávio Torres. Técnico: Rodrigo Bandeira.

Arbitragem: Evander Bica, auxiliado por João Carlos Pedersen e Vagner Maurício da Luz.

Cartões amarelos: Richard e Cris Magno (U); Emerson Dantas, Dieguinho e Danilo Mendes (L).

Cartão vermelho: Danilo Mendes (L).

Local: Estádio Vermelhão da Colina (Frederico Westphalen-RS).


Conselho rejeita por unanimidade proposta de empréstimo e futuro do clube segue indefinido

15 de março de 2017

phpThumb_generated_thumbnail

Em reunião realizada nesta terça-feira, dirigentes decidiram por rejeitar empréstimo de R$900 mil.

Na noite desta terça-feira os dirigentes do Clube Esportivo Lajeadense se reuniram para debater a proposta de empréstimo feita pela direção do clube. A diretoria tinha em mente realizar o empréstimo para quitar contas que estão atrasadas. Para isso, seria necessária a aprovação do conselho. Em troca do empréstimo o clube teria de penhorar os bens pelos próximos três anos. A reunião entre Conselho Deliberativo, Conselho Fiscal, Diretoria e ex-presidentes, porém, decidiu por rejeitar de forma unânime a proposta.

Tirando problemas de campo, o Lajeadense enfrenta ainda problemas em relação à causas trabalhistas e folhas de pagamento. Segundo Everton Giovanella, presidente do clube, a despesa total é superior aos R$ 130 mil, enquanto os valores arrecadados chegam a R$60 mil mensais.

Na reunião, foi apresentado pelo presidente uma pilha de documentos que mostram o balanço financeiro do clube nos últimos anos. Com base nestes dados, os conselheiros entraram em análise, decidindo assim, por reprovar a proposta, idealizada por Nilson Giovanella. O mesmo, abandonou o cargo de vice-presidente do clube nos últimos dias. O empréstimo seria feito dentro da legalidade, por ele, com valor de R$ 900 mil.

Procurando outra forma de angariar fundos, o Conselho propôs então que fosse mantido o time pelo menos nesta temporada, fazendo um cálculo orçamentário para estipular o valor necessário para isso acontecer.

Com discurso acalorado depois da proposta do conselho e da conclusão dos cálculos, Everton Giovanella deixou a reunião mais cedo, afirmando justamente o contrário daquilo que havia dito nos microfones do Grupo Independente. O mandatário garantiu que não irá renunciar ao cargo. Na segunda-feira, em entrevista ao programa Caravana do Esporte, Everton havia deixado claro, afirmando veementemente, que não permaneceria caso a proposta fosse rejeitada, dizendo estar “bastante cansado”.

O mandatário disse ainda para os conselheiros esquecerem a proposta de empréstimo e que encontraria sozinho, uma possibilidade de conseguir dinheiro para manter o clube até o final da Divisão de Acesso, com base no que é necessário para que isso aconteça.

Responsável pelo conselho deliberativo, o advogado Ney Fensterseifer renunciou ao cargo ao fim da reunião, deixando assim sob os cuidados do vice Rodrigo Sivinski, como era prevista a reposição automática.

Resta saber qual será a solução a ser encontrada pelo Conselho e direção do clube para sanar as dívidas trabalhistas e manter o clube no restante da temporada. Por enquanto, o futuro do clube segue indefinido.

O time alviazul entra em campo nesta quarta-feira, às 16h, no Vermelhão da Colina, em Frederico Westphalen, onde enfrenta a União Frederiquense, pela 3ª rodada da Divisão de Acesso do Gauchão.


Vice-presidente do Lajeadense, Nilson Giovanella, pede demissão do clube

14 de março de 2017

phpThumb_generated_thumbnail

Presidente também deve entregar sua carta de demissão caso proposta de empréstimo não passe adiante.

O Lajeadense terá um dia decisivo para sua história nesta terça-feira (14). Isso porque a situação financeira do clube não é nada positiva. Segundo o vice-presidente do clube, Nilson Giovanella, que já pediu seu desligamento do clube, o Lajeadense enfrenta hoje uma dificuldade extrema. Ele explica que todos esforços extracampo não são suficientes, ainda mais quando o conselho deliberativo não apoia as decisões do clube.

O clube tinha em mente realizar empréstimos para quitar contas que estão atrasadas. Para isso, seria necessária a aprovação do conselho. Em troca do empréstimo o clube teria de penhorar os bens. “O conselho não nos autorizou. Então, com essa negativa [de 'salvar' o clube], não estou fazendo mais o meu papel no Lajeadense, que era tentar recuperar ele”, cita.

Giovanella comenta ainda que se não haver dinheiro, o clube tem que fechar suas portas por falta de apoio. Ele frisa a importância do clube e sua história, que deve ser preservada, além do trabalho realizado com categorias de bases e crianças.

Tirando problemas de campo, o Lajeadense enfrenta ainda problemas em relação à causas trabalhistas e folhas de pagamento. Segundo Giovanella a despesa total é superior aos R$ 100 mil, enquanto os valores arrecadados chegam a R$60 mil.

O diretor revelou também que caso o conselho não aprove as medidas adotadas pelo clube em reunião nesta terça-feira (14), o presidente do clube, Everton Giovanella, também pedirá o desligamento do clube.

Nilson já foi presidente do clube, participou diretamente da história do Lajeadense e de grandes conquistas. Ele declarou ainda que durante a entrevista que se fosse pra Federação Gaúcha de Futebol (FGF) não repassar valores para o clube, o Lajeadense não participaria da competição.

O Lajeadense conta com apenas 70 sócios. O vice lamenta o número e relata que isso prova a dificuldade de acompanhar o clube. Além disso, conta que no incio de 2017 foi pensado em fechar as portas do clube por causa das dificuldades.


Lajeadense desfila em escola que teve acidente com carro alegórico, no Rio de Janeiro

1 de março de 2017

phpThumb_generated_thumbnail

Tatiana Sander estava no carro seguinte ao envolvido e relata momentos de apreensão.

A noite desta segunda-feira (27) foi de apreensão no Sambódromo da Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro. Isso porque parte de um carro alegórico da escola Unidos da Tijuca desabou sobre foliões, deixando 12 feridos, sendo dois em estado grave. A lajeadense Tatiana Born Sander, de 31 anos, particiou do desfile e relatou a apreensão vivida pelos integrantes da escola.

Estreante na Sapucaí, a publicitária ainda busca informações para compreender o que aconteceu. “Mesmo estando perto, não tínhamos ideia da gravidade do acidente”, relata. Ela desfilou no carro seguinte ao acidentado, que tinha uma estrutura semelhante à que desabou.

A alegoria estava no setor 1, entrando na avenida, quando ocorreu o acidente. O grupo de Tatiana estava na concentração, esperando para ingressar na avenida. “Vi que o coreógrafo da escola passou chorando muito, e não parecia um choro de emoção. Nesse momento percebi que algo estava errado”, conta.

A Unidos da Tijuca foi a segunda colocada do grupo especial em 2016, ficando a apenas um décimo da atual campeã, Mangueira. “Neste ano a escola estava muito focada para levar o título. Durante a concentração, pensamos que o carro poderia ter apresentado algum problema e que poderíamos perder alguns pontos. Mas o acidente foi muito pior que isso”, lembra.

Tatiana presenciou o transporte de feridos em ambulâncias e em carros dos Bombeiros. A escola foi liberada para prosseguir com o desfile cerca de 20 minutos após a queda, o que atrasou a apresentação. A coreografia que havia sido ensaiada não foi realizada. “O meu carro tinha uma estrutura semelhante e, por isso, os coreógrafos decidiram que não iriam utilizar a parte suspensa”, explica.

Apesar do susto, a publicitária diz que vai retornar ao carnaval carioca. “Esse foi o meu primeiro desfile, uma experiência muito distante do que eu esperava e que não contarei como válida. O Rio de Janeiro é incrível no Carnaval, encanta a todos. E eu irei voltar para desfilar”, sustenta.

Convite para desfilar partiu de amiga

Tatiana morou no Rio de Janeiro durante quatro anos, sendo que voltou a residir no estado há cerca de um mês. Os ensaios começaram em novembro de 2016, e prosseguiram mesmo com a distância. Agora ela vive em Canoas, na Região Metropolitana do Rio Grande do Sul.

O convite para desfilar partiu de uma amiga, que participou da folia no ano passado. Ela conheceu o barracão e vivenciou a história da comunidade. Foram pelo menos dez ensaios até a apresentação. NR


Lajeadense perde nos pênaltis e fica vice-campeão da Copa Cigha

21 de fevereiro de 2017

Título do quadrangular amistoso é do Santa Cruz.

Em jogo decidido nos pênaltis, o Lajeadense perdeu a final da Copa Cigha para o Santa Cruz, na noite desta segunda-feira (20), no Estádio dos Plátanos, em Santa Cruz do Sul.

O quadrangular amistoso serviu de preperatória para a Divisão de Acesso do Campeonato Gaúcho 2017. No tempo normal, empate em 1×1, com gols de Danilo aos 6” do primeiro tempo para o Lajeadense. Logo no primeiro minuto da 2ª etapa, Alex Goiano empatou para o Galo.

Nos pênaltis, 3×2 para o time da casa. O Lajeadense volta a campo para o úlyimo amistoso antes da estreia no Divisão de Acesso, neste sábado (25), às 16h, em Lajeado, diante do Aimoré de São Leopoldo. O primeiro compromisso na Segundona Gaúcha será no dia 05 de março, às 17h, contra o Glória, em Vacaria.


Em jogo típico de segundona, Lajeadense vence Avenida e está na final da Copa Cigha

17 de fevereiro de 2017

phpThumb_generated_thumbnail

Alviazul bateu a equipe de Santa Cruz do Sul por 2 a 1 na noite desta quinta-feira (16).

O Lajeadense venceu o Avenida por 2 a 1 na noite desta quinta-feira (16) no Estádio Alviazul. O resultado colocou a equipe na final da Copa Cigha. O centroavante Flávio Torres marcou um golaço por cobertura aos 27 minutos do segundo tempo e o jogador Riantony descontou de pênalti para os visitantes. Nos acréscimos, Padú deu a vitória para o alviazul.

Como havia vencido por 1 a 0 na segunda-feira (13), o Lajeadense jogava por um empate no torneio amistoso preparatório para Divisão de Acesso do Campeonato Gaúcho de 2017. Com clima tenso e discussões, a partida teve a cara de segundona. O jogador Moisés e o goleiro Villa do Avenida foram expulsos no segundo tempo.

O alviazul joga a final da Copa Cigha na próxima segunda-feira (20), às 20h30, em Santa Cruz do Sul. O adversário sairá nesta sexta-feira (17) na disputa entre Guarani e Santa Cruz. A equipe de Venâncio Aires joga pelo empate, pois venceu o jogo de ida por 4 a 3. NH


Lajeadense apresenta elenco para a temporada 2017

24 de janeiro de 2017

phpThumb_generated_thumbnail

O Clube Esportivo Lajeadense apresentou seu elenco para a temporada 2017 na tarde desta terça-feira (23). A direção, grupo de jogadores e imprensa se reuniram no Estádio Alviazul para a largada rumo à Divisão de Acesso.

Com a palavra diante do grupo de jogadores, no vestiário da Arena, o presidente Everton Giovanella destacou a importância dos novos patrocinadores, que viabilizaram questões financeiras para a montagem do grupo e logísticas. Giovanella ressaltou o foco que será necessário para o acesso à elite do futebol gaúcho, se mostrando confiante em relação as escolhas que foram feitas para a temporada. O mandatário usou de exemplo negativo a temporada passada para explicitar que a união do grupo deve ser essencial para um bom trabalho.

O preseidente do Conselho do clube, Nei Fensterseifer, foi mais emotivo em suas palavras, mas também se fez valer da experiência ruim vivida em 2016. Disse que o Lajeadense deve retomar um clima familiar no vestiário, onde todos devem ter o pensamento de jogar um pelo outro. Há mais de 30 anos no clube e acumulando diversos cargos em sua trajetória, como presidente, diretor e até gandula, Fensterseifer também destacou a estrutura que está à disposição dos atletas, de “padrão FIFA”, que proporciona um maior conforto aos jogadores, além de deixar claro que a camisa alviazul é muito “pesada”.

Já o técnico Rodrigo Bandeira, com experiência na Divisão de Acesso, pregou um discurso de muito trabalho. Como muitos jogadores já trabalharam com ele, foi ressaltada a importância de todos se conhecerem o quanto antes, para iniciar os trabalhos técnicos e táticos de uma forma intensa e assim fazer a montagem do time ideal.

Até o momento, foram contratados 28 atletas pelo Lajeadense. O zagueiro Danilo Mendes, com problemas pessoais envolvendo a saúde de um familiar, se apresentará nos próximos dias.

Confira a lista de reforços do Lajeadense para 2017:

Goleiros: Paulo Henrique, Vini, Willian e Cainã

Zagueiros: Danilo Mendes, Basso, Dú, Victor e Vinícius Kaiser

Laterais: Luis Felipe, Paulinho, Fernando, Darlã e Mano

Volantes: Dantas, Maurinho, Índio e Josué

Meias: Anderson Ijuí, Marquinho, Juninho e Ariel

Aatacantes/Centroavantes: Cidinho, Maranhão, Dieguinho, Gustavo, Flávio Torres e Padú

Comissão Técnica: Rodrigo Bandeira (treinador), Leonardo Bassotto (preparador físico), Serginho (auxiliar), Arthur Baldo (preparador de goleiros), Rodrigo Mano (aux. preparação física), Cristian Klein (fisioterapeuta).


Lajeadense perde para o Figueira no Beira-Rio e está fora da Copa do Brasil

15 de abril de 2016

phpThumb_generated_thumbnaaail

O Lajeadense não conseguiu segurar o ímpeto do Figueirense, nesta quinta-feira no Beira-Rio, e acabou eliminado da Copa do Brasil. A equipe gaúcha foi derrotada por 2 a 0 enquanto mandante o que eliminou a necessidade do jogo de volta em Santa Catarina.

Rebaixado no Gauchão, o time de Lajeado também não conseguiu se recuperar da fase ruim no torneio nacional. Tentou montar uma marcação forte, mas sofreu os gols ainda no primeiro tempo.

Logo aos sete minutos, Rafael Moura lembrou alguns belos momentos de Beira-Rio ao marcar belo gol. Ele cobrou falta no ângulo e correu para o abraço. Dudu completou o placar antes da virada dos 45 minutos, ao deslocar do goleiro Paulo Henrique um chute colocado.

Fonte: Correio do Povo


Após seis anos do retorno à elite, Lajeadense perde para o Ypiranga e cai para a Divisão de Acesso

4 de abril de 2016

phpThumb_generated_thumbnaiaaaal

Não deu. O Lajeadense acabou sendo rebaixado na elite do futebol gaúcho. Na tarde deste domingo o time do Vale levou 2 a 1 e encerrou sua participação no Gauchão.

Túlio abriu o placar para o time da casa, mas ainda no primeiro tempo Reinaldo empatou a partida. Na segunda etapa, Maycon aproveitou uma falha da defesa do Lajeadense e acabou com o sonho do time de Lajeado.

Em 2017 o Alviazul disputará a divisão de acesso, e tentará uma das duas vagas para voltar à primeira divisão do futebol gaúcho.

A péssima campanha teve apenas 2 vitóorias em 12 jogos, com 4 empates e 7 derrotas.

O próximo adversário do Alviazul será o Figueirense, no dia 13/04, às 19h30, pelo jogo de ida da primeira fase da Copa do Brasil.