Papos de Mulher

Mãe desabafa após receber queixa de vizinha sobre choro de bebê: ‘Sem coração’

16 de novembro de 2017

xpost.jpeg.jpg.pagespeed.ic.rVxUI3ft0z

Uma mãe fez um desabafo nas redes sociais após receber um bilhete de uma vizinha reclamando do choro de sua filha recém-nascida.

“Querida vizinha, se você não consegue calar sua filha, arranje quem cale, pois o choro dela está atrapalhando o sono dos meus filhos. Obrigada”, dizia o recado. A menina é alérgica à proteína do leite de vaca (APLV), o que provoca, entre muitos sintomas, a privação do sono e irritação gástrica.

O caso aconteceu no bairro Jardim Camburi, no Espírito Santo. Indignada com o bilhete, a mãe da bebê de 4 meses publicou um texto nas redes sociais respondendo o vizinho.

“Esse texto hoje foi para dizer que hoje aqui na minha casa foi um dia extremamente difícil pois a minha bebê chorou muito, e eu chorei por ver que no mundo ainda existem pessoas sem coração. Devido a essa enorme irritação que minha bebê apresentou hoje, recebi um recadinho hoje debaixo da minha porta que me entristeceu bastante.

Talvez, o meu vizinho não tenha provado o sabor amargo da maternidade, aquele sabor que nos desafia e nos torna uma pessoa melhor, mais amorosa e mais tolerante. Eu não sei quem deixou isso na minha porta mais não ha dúvidas nenhuma que em nenhum lugar do mundo vai existir alguem mais interessado em calar o filho do que a própria mãe”, escreveu.

Ao longo do texto, a farmacêutica explica a alergia sofrida pela menina e que ela mesma precisa passar por uma dieta restritiva para que a bebê não sofra os sintomas.

“O APLV apresenta-se de diversas maneiras nos bebês. Não se sabe exatamente a causa. Só sabemos que cada vez mais bebês apresentam essa alergia. No caso da minha filha, além de causar lesões no trato gastrointestinal a alergia provoca muita irritação, muito choro além da privação do sono. Apesar de estar em dieta restritiva, cometi alguns furos o que voltou o processo alérgico e inflamatório todo de novo”, escreveu a mãe.

A mãe de primeira viagem recebeu apoio nas redes sociais. “Não posso acreditar que alguém tenha escrito isso”. “Não existe mais amor, respeito e compaixão nesse mundo? Força, mãe!”. “Será que os filhos dessa pessoa nunca choraram? Devia ter empatia pela situação”, escreveram internautas.

Fonte: Extra Globo


Mulheres protestam contra a PEC que proibi aborto em caso de estupro

14 de novembro de 2017

TODASCONTRA18_manifestacaoCinelandiaRJ13112017

Mulheres protestaram no fim da tarde desta segunda-feira (13) na Cinelândia, Centro do Rio, contra a PEC 181, que pretende criminalizar o aborto em todos os casos no Brasil, inclusive após estupros.

Com faixas como “Útero laico” e “lugar de estuprador não é na certidão”, o grupo ocupou as escadarias da Câmara Municipal durante o ato.

Depois, percorreu vias do Centro. Por volta das 19h20, homens mascarados se uniram ao ato das manifestantes. Meia-hora depois houve um princípio de confusão quando PMs do Batalhão de Choque chegou ao ato, em frente a Alerj. Os agentes soltaram uma bomba de gás perto da assembleia.

A PEC foi aprovada por uma comissão mista na Câmara dos Deputados na semana passada. Atualmente o Código Penal permite a interrupção da gravidez em casos de estupro e quando houver risco para a vida da mulher.

Com a aprovação do texto-base, os deputados da comissão passarão a analisar, no próximo dia 21, sete destaques que podem alterar o conteúdo da proposta. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), escreveu no Facebook, nesta sexta-feira (10), que a proibição de aborto em casos de estupro “não vai passar” na Casa.

Fonte: O Globo


Comissão aprova projeto que proíbe todos os tipos de aborto

10 de novembro de 2017

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foi aprovada a proposta de emenda à Constituição (PEC) que proíbe todo tipo de aborto — mesmo aqueles realizados com autorização da Justiça. O placar contabilizado foi de 18 votos favoráveis ao substitutivo apresentado pelo deputado Jorge Mudalen (DEM-SP) e apenas um contrário. A deputada Erika Kokay (PT-DF) era a única mulher presente e foi a responsável pelo voto contra a proposta.

A proposta ainda precisa ser aprovada pelos plenários da Câmara e do Senado em dois turnos. Todas as parlamentares que participaram da discussão, realizada no início da tarde, sobre o teor do texto apresentado por Mudalen fizeram duras críticas à proposta.

Apesar de não ser o foco principal do texto, que originalmente busca estender o prazo de licença maternidade às mães de prematuros, o autor da proposta possibilitou a mudança de direcionamento do debate ao definir que a vida começa já no momento da concepção.

Isso porque, na prática, ao acrescentar a expressão, o deputado garante segurança ao feto e dificulta os processos de aborto no país, mesmo em casos de risco de morte da gestante ou quando o feto é diagnosticado com anencefalia, por exemplo.

Os maiores desentendimentos aconteceram entre parlamentares mulheres e membros da bancada evangélica – que ocupam mais de 20, das 33 cadeiras da comissão especial. Deputadas repudiaram a PEC e defenderam políticas públicas assistenciais capazes de assegurar a saúde da mulher no Brasil.

Fonte: O Globo


Locutora de 20 anos faz história ao narrar vitória do América-MG

9 de novembro de 2017

20171107202546850083a_750x405

Pela primeira vez na história, uma locutora narrou uma partida de Série B do Campeonato Brasileiro. Isabelly Morais, de apenas 20 anos e ainda estudante de jornalismo, transmitiu a vitória do América-MG por 2 a 0 sobre o ABC, no Independência, pela Rádio Inconfidência de Belo Horizonte.

Pioneira em Minas Gerais, ela se junta a ícones como Renata Silveira, a primeira mulher a narrar uma partida de Copa do Mundo, pela Rádio Globo/RJ, e Mayra Lemos, que participa de transmissões na Rádio Globo/SP. Outra destaque é Glenda Kozlowski, que narrou modalidades olímpicas na Rede Globo, mas não chegou ao futebol.

E para fazer um apanhado geral, a NFL teve a primeira mulher narradora da história: Beth Mowins, no Monday Night Football.

Fonte: www.vavel.com/sportv.globo.com


Prendas de Canoas cortam cabelos e doam mechas a mulheres com câncer

8 de novembro de 2017

prendas

Um grupo de 11 prendas do Departamento de Tradições Gaúchas (DTG) Tropeiros do Ouro Negro de Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, cortou os cabelos para uma doação a mulheres com câncer.

Além do gesto de solidariedade, o corte também se deve para adaptar o visual das prendas ao tema da coreografia.

Segundo o instrutor e coreógrafo Juarez Malagnez, o cabelo mais curto tem relação com a época que as primeiras barbearias foram instaladas.

A dança que o DTG Tropeiros do Ouro Negro está ensaiando vai ser apresentada dentro de duas semanas, no Encontro de Arte e Tradição Gaúcha (Enart), em Santa Cruz do Sul.

Mechas doadas para Liga Feminina de Câncer

As mechas foram doadas para a Liga Feminina de Combate ao Câncer de Canoas, que confecciona perucas de forma artesanal. A coordenadora do banco de peruca da liga, Rubia Gewehr, explica que é preciso cerca de 4,5 metros de cabelos para deixar uma pronta.

Fonte: G1


Trailer de 50 Tons de Liberdade é lançado na web

7 de novembro de 2017

O último filme inspirado na famosa trilogia de E.L. James, “Cinquenta tons de liberdade”, ganhou o primeiro trailer nessa segunda-feira. Os protagonistas da história de amor e sedução, Anastasia Steele (Dakota Johnson) e Christian Gray (Jamie Dornan) se casam e a história segue rumos diferentes dos dois primeiros longas.

Ainda que o matrimônio recente aponte para uma aparente estabilidade, as marcas registradas da série “Cinquenta tons de cinza” estarão mais presentes do que nunca, com situações extremas embaladas por fantasias de amor. O filme estreia em fevereiro de 2018.

Assista:

Fonte: Extra


Pai ganha na Justiça do RS direito a licença-paternidade de seis meses

3 de novembro de 2017

O delegado de polícia Leônidas Cavalcante(33), conseguiu na Justiça o direito de afastar-se do trabalho por seis meses, para licença paternidade dos gêmeos Theo e Heitor, nascidos prematuramente no final d setembro.

A decisão da justiça gaúcha pondera o princípio da legalidade com o princípio do melhor interesse da criança e proteção constitucional da família, e menciona caso semelhante ocorrido no ano passado, quando um servidor federal de Santa Catarina obteve o mesmo benefício para acompanhar os primeiros meses de vida das filhas gêmeas.

Na Justiça brasileira, a equiparação da licença-paternidade à licença-maternidade tem sido concedida geralmente em casos de morte ou incapacidade da mãe. Em situações de pais solteiros que adotam, é assegurado o direito à licença de pelo menos quatro meses.

Um dos casos mais célebres do Estado envolveu o vendedor da Livraria Cultura Peterson Rodrigues dos Santos. Em 2016, ele, que é homossexual e solteiro à época, adotou um menino e conseguiu seis meses de afastamento do trabalho para organizar a nova vida de pai ao lado do filho Lucas.

A regra da licença-paternidade

A Constituição Federal de 1988 prevê uma licença-paternidade de cinco dias. Desde 2016, os servidores federais têm direito a 20 dias de licença-paternidade. Aos servidores do RS, concede-se 15 dias consecutivos.

Em março de 2016, a então presidente Dilma Rousseff sancionou a Lei 13.257/2016, que amplia a licença-paternidade, de cinco para 20 dias. A regra vale apenas para os trabalhadores de empresas inscritas no Programa Empresa Cidadã.

Fonte: ZH


Uma mulher é assassinada a cada duas horas no Brasil

1 de novembro de 2017

ato-feminicidio

O número de estupros cresceu 3,5% no país e chegou a 49.497 ocorrências em 2016, segundo levantamento feito pelo Anuário Brasileiro de Segurança Pública divulgado na segunda-feira(30).

Ainda conforme o levantamento, no ano passado, uma mulher foi assassinada a cada duas horas no Brasil, totalizando 4.657 mulheres.

Mas, apenas 533 casos foram classificados como feminícidios, mesmo após lei de 2015 obrigar o registro de mortes de mulheres dentro de suas casas, com violência doméstica e por motivação de gênero.

Mato Grosso do Sul é o estado com maior taxa de estupros: 54,4 por 100 mil habitantes, com 1.458 crimes. Na sequência, estão Amapá, com taxa de 49,2 estupros e Mato Grosso, com 48,8.

Lei Maria da Penha

Um projeto de lei aprovado no Congresso aprovado no último dia 10 altera a Lei Maria da Penha.

Se sancionada, a mudança vai permitir que delegados concedam medidas protetivas de urgência a vítimas de violência doméstica.

Atualmente, apenas os juízes podem determinar o afastamento do agressor do lar ou do local de convivência com a vítima.

Fonte: G1


Novela inspira campanha da Globo contra violência doméstica com mulheres reais

27 de outubro de 2017

outro-lado-paraiso-1017-1400x800_0

A nova novela das 21h da Globo, “O Outro Lado do Paraíso”, retratará a violência doméstica em vários núcleos, inclusive o principal. Além da ficção, a emissora trará o tema para a vida real em uma campanha online de conscientização da plataforma “REP: Repercutindo Ideias”.

A ação faz parte do setor de Responsabilidade Social da Globo, que já possui um espaço para vídeos, com depoimentos dos mais diversos temas. Segundo Beatriz Azeredo, diretora de Responsabilidade Social da Globo, a iniciativa veio em parceria com a ONU Mulheres, com o objetivo de ampliar essa discussão.

Serão 10 depoimentos, de mulheres que sofreram a violência, presenciaram situações familiares ou que lutam em organizações contra a violência doméstica. Os vídeos só serão exibidos nas redes sociais da Globo na internet.

O primeiro vídeo foi divulgado no dia 24 de outubro, e traz a história de Amanda Carvalho. Aos 17 anos, ela viu o pai atear fogo na mãe, e na tentativa de salvá-la, sem sucesso, a jovem teve 57% do corpo queimado.

Assista:

Veja: https://g1.globo.com/economia/concursos-e-emprego/noticia/47-das-mulheres-sentem-que-foram-rejeitadas-para-emprego-por-serem-maes-ou-quererem-engravidar.ghtml


Bailarina da Anitta quebra mais um tabu e faz campanha de biquíni usando fio dental

26 de outubro de 2017

thais-biquini-plus-size

Thais Carla, conhecida por ser bailarina da cantora Anitta, acaba de quebrar mais um tabu envolvendo os estereótipos do corpo: ela posou de fio dental para uma marca de biquínis destinada exclusivamente ao público plus size.

A nova garota propaganda da marca Cor de Jambo é vista como um símbolo de representatividade, já que está provando que não é preciso ser magra para dançar bem (a bailaria detona nos palcos com Anitta) ou usar biquíni na praia.

Em sua conta no Instagram, a carioca de 140 kg e 25 anos de idade escreveu: “Estou tão feliz por encontrar moda praia do meu tamanho. Obrigada, Cor de Jambo Moda Praia, por representar mulheres como eu”.

As fotos da campanha foram feitas em um praia do Rio de Janeiro e tiradas pelas lentes do marido, o fotógrafo baiano Israel Reis, de 23 anos, com quem Thais tem uma filha de 8 meses.

Fonte: Vix